Antônio da Cruz lança site e jornal em comemoração aos 30 anos de artes

0

Cruz trabalha numa de suas obras monumentais
Antônio da Cruz comemora 30 anos de artes visuais com lançamento de site e jornal ‘Múltiplos e Monumentais’, além de exposição audiovisual com suas obras e mostra da construção de suas esculturas. Toda essa programação de aniversário do artista acontece hoje, 16, às 20h, na galeria da Sociedade Semear. 

Há quase vinte anos, Cruz desenvolve peças tridimensionais em aço. Após várias exposições, ele lança, agora, o seu
endereço na internet e o jornal com textos traduzidos em inglês, francês e espanhol. O objetivo do artista com essas duas iniciativas é ampliar o seu espaço geocultural, prenunciando uma nova fase que será consolidada ao longo de 2007. 

No seu
site o internauta poderá conhecer um pouco do trabalho deste incansável artista através de textos e imagens de suas obras e de seu processo criativo. O jornal ‘Múltiplos e Monumentais’ também é um oportunidade para difundir seu vida e obra. A publicação será distribuída gratuitamente.

Sobre o artista

Capa de ‘Múltiplos e Monumentais’


Antônio da Cruz é natural de Maruim, Sergipe, e tem uma atividade bastante movimentada no mundo artístico sergipano. Muitas são as participações em exposições coletivas.  A primeira aparição como artista aconteceu, em 1974, na Galeria de Arte Álvaro Santos, (GAAS), como pintor, onde reside e trabalha como artista. A primeira exposição individual foi em 1983, num clube, onde as obras foram adquiridas por antecipação pelos amigos. Eram pinturas de paisagens e de pessoas em situação social de risco. 

Na década de setenta, integrou grupos de jovens artistas. Atualmente, continua participando de atividades associativas de artistas, como ASAP e Tribus Visuais; faz palestras em escolas, institutos e universidades sobre temas como a história da arte e da técnica que utiliza atualmente para fazer suas esculturas em aço.  Colaborador de jornais e revistas, Cruz tem produzido textos reflexivos sobre a realidade social do seu país e a condição da comunidade artística sergipana, para isto, também organiza seminários e palestras temáticas; integra-se a organizações que lidam com a cultura como a Casa Operária, a Sociedade Semear, e a Rede Sergipe de Cultura. 

Foi diretor da Galeria de Arte Álvaro Santos, e atuou como Coordenador de Difusão e Intercâmbio Cultural da Fundação Municipal de Cultura, Turismo e Esportes de Aracaju. Cruz tem participado em vários congressos e seminários ligados às artes pelo Brasil, alguns com abrangência internacional, como o Congresso de Artistas Plásticos Pesquisadores, e o Encontro de Artistas Plásticos Pesquisadores, ambos em São Paulo. Além de escultor, Cruz é ilustrador,  cartunista e desenvolve outras atividades similares; atua como produtor de eventos artísticos/culturais e também como cenógrafo.

Comentários