Artes Visuais de Sergipe será representada de A a Z em dicionário

0

O universo das artes de Sergipe ganhará, através do lançamento de um dicionário, uma grande contribuição para manter viva a memória dos últimos dois séculos de Artes Visuais do Estado. A obra intitulada ‘2 Séculos de Artes Visuais em Sergipe’ contempla 130 artista, suas biografias e trajetória da produção. A iniciativa é da Secretaria de Estado da Cultura que conseguiu através do edital Conexão Artes Visuais MinC/Funarte/Petrobras de 2007 o patrocínio da Petrobras para viabilização do projeto.

O lançamento da publicação acontece no dia 15 deste mês e a tiragem inicial será de dois mil exemplares. De acordo com o secretário de Cultura, Luiz Alberto, esta obra faz parte do “projeto de recuperação da memória das artes do Estado de Sergipe, nas diversas áreas que envolvem pinturas, fotografias, esculturas, e demais gêneros das artes visuais”.

“É a partir de um dicionário que você começa a estabelecer políticas de espaços para que a sociedade possa acessar e ter conhecimento sobre os nossos artistas. Este é um passo importante no resgate da sergipanidade. É preciso conhecer para começar a gostar”, declara Luiz Alberto.  

A arte-educadora e atual diretora de planejamento da Secretaria de Cultura, Silvane Azevedo, participou da elaboração do projeto juntamente com o artista plástico Elias Santos e o curador Walter Chou, ela explica que por conta do curto espaço de tempo e recursos limitados não foi possível ser feita uma pesquisa mais abrangente. “Os artista que compõem essa publicação representam apenas o ponto de partida para esse tipo de pesquisa, temos consciência que muitos ficaram de fora”, afirma.

No entanto, aqueles que não foram contemplados com a publicação poderão ser inseridos na versão on-line do dicionário, que foi lançada em abril. A proposta é que este espaço virtual seja dinâmico, com a possibilidade de inserção de novos verbetes e da atualização constante daqueles que já estão inseridos.

O dicionário tem como objetivo, além da proposta de resgatar a sergipanidade, multiplicar a informação das artes visuais em Sergipe, principalmente nas escolas. Inicialmente as instituições da rede pública de ensino estarão recebendo exemplares da obra para serem exploradas nas aulas de arte-educação. Além dessa publicação impressa, professores e pesquisadores poderão ter acesso ao conteúdo através do site. A Secretaria prevê ainda a confecção e distribuição do dicionário em formato digital, através de CDs.

2 Séculos de Artes Visuais em Sergipe’ traz a história de pintores, escultores e fotógrafos sergipanos e de sua produção através de pequenos verbetes de A a Z, desde nomes consagrados como Horácio Hora até representantes da nova geração, como Fábio Sampaio. Diferente dos catálogos distribuídos pelas galerias de artes, esta é uma obra mais simples. Em formato compacto, a publicação não traz imagens coloridas, o apelo é mais centrado na informação textual sobre os artistas.

Por Carla Sousa

Comentários