Biblioteca comemora bicentenário do Chile

0

“Cueca”, dança oficial no país, foi apresentada durante o evento (Fotos: Marcelle Cristine/Secult)

No dia 18 de setembro de 1810, aconteceu o movimento de Independência do Chile liderado por Bernardo O”Higgins, com o intuito de libertar o país da dominação secular espanhola. Duzentos anos se passaram e a comemoração da independência chilena aconteceu em Aracaju de maneira extremamente significativa.

Organizada pela Consulesa Maria Eugênia Caceres Figueroa, a celebração do bicentenário do Chile contou com a presença de grande parte da comunidade chilena que reside em Aracaju, e seus descendentes, entre outros convidados.

Para a consulesa Maria Eugênia Caceres Figueroa, a comemoração do bicentenário chileno em Aracaju é especial. “Já comemoramos a data da independência do Chile em outros lugares, mas a comemoração do bicentenário é especial, principalmente por estarmos longe de casa. Essa é uma data muito importante para nós, que fazemos parte da comunidade chilena em Aracaju, pois quando estamos longe da nossa pátria, as comemorações parecem que ficam ainda mais emocionantes, e a celebração de hoje marca esse momento tão especial para nós, trazendo para o público um pouco da nossa rica cultura”, destacou.

Orquestra Sinfônica executou o hino oficial do Chile

A programação do Bicentenário foi realizada no último sábado, na Biblioteca Pública Epifânio Dória trazendo para os espectadores imagens do país, apresentações de dança oficial chilena e do quarteto de cordas da Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE), que encantou a todos com a execução dos Hinos do Brasil e Chile, o concerto em ré, de Vivaldi, e o Canon em Ré Maior, de Pechelbel.

A diretora da Biblioteca, Sônia Carvalho esteve presente no evento e afirmou que a Biblioteca é um espaço de encontro das comunidades que residem em nossa capital. “O espaço da biblioteca está sempre aberto a essas comemorações, pois é uma oportunidade que nós oferecemos para a comunidade que deseja divulgar arte, cultura e música. E hoje, esta comemoração é muito especial, pois é mais uma oportunidade de as comunidades se encontrarem, e trocar informações e experiência. A biblioteca proporciona não só o conhecimento através do livro, como também através da música, do teatro, e dos encontros culturais que aqui acontecem, a exemplo deste evento”, ressaltou.

Com informações da Secult

Comentários