Bloco da Prevenção se prepara para desfilar na avenida

0

O Bloco da Prevenção é mais uma grande atração da noite de abertura do Pré-Caju 2005. O bloco existe há 11 anos cujo intuito é divulgar os cuidados para prevenir o contágio de doenças sexualmente transmissíveis, principalmente, em evento como esse que conta com a participação de milhares de pessoas. Para falar um pouco sobre ele, o médico e coordenador do bloco, Almir Santana, concedeu uma entrevista ao Portal InfoNet.

PORTAL INFONET- Como surgiu a idéia de criar o bloco da prevenção?
ALMIR SANTANA-  Houve a necessidade de aproveitar o momento, uma concentração muito grande de indivíduos para a divulgação do nosso trabalho de prevenção. Não é que o número de pessoas contagiadas aumente em festas populares, como prévias carnavalescas ou o próprio carnaval, mas as aproveitamos para passar as informações aos que vêm se divertir. E a única forma disto ocorrer é estando dentro da própria festa, participando dela.

INFONET- O primeiro ano do bloco da prevenção contou apenas com 50 pessoas que desfilaram em uma estrutura improvisada. Em 2004, já foram 800 foliões que seguiram o trio Badauê, puxado por Cid Natureza. O que proporcionou este crescimento?
AS- As pessoas têm gostado do bloco. Houve apoios também de Secretarias do Estado, empresas já apoiaram. Mas o crescimento é mais uma cobrança das pessoas porque eu, pessoalmente, não tenho muito interesse que ele fique com 3, 4 mil pessoas, já que a função dele não é esta e sim passar a informação na avenida.

INFONET- Quem é o público que sai no Bloco da Prevenção?
AS- O bloco tem a característica de contar com um grande número de profissionais da saúde ou de voluntários que estão ligados à luta contra a Aids. E ele tem esta função de envolver as pessoas em torno desta causa também.

INFONET- E como será a estrutura do bloco neste Pré-Caju 2005?
AS- Ele sai como um bloco comum, com carro de apoio, trio, ambulância e banda. Estamos fechando ainda nesta semana a banda. Tem outra coisa: a gente sempre pede para o cantor ou para a banda, durante o show, falar mensagens sobre a prevenção.

INFONET- A divulgação do bloco é feita de forma muito criativa. Ano passado ocorreu sorteio de brindes, distribuição de condutores urinários, que facilita a vida das mulheres quando estas vão ao banheiro, e de camisinhas femininas. Este ano, quais serão as novidades?
AS- Vamos, provavelmente, repetir a distribuição do condutor urinário, que teve um sucesso muito grande. Chegamos a repassar algumas caixas do condutor para o carnaval do Rio de Janeiro. Temos mais algumas coisas que serão surpresa, mas posso adiantar que estão todas ligadas à prevenção.

INFONET- Qual a estimativa de público para o desfile e como as pessoas podem fazer para adquirir o kit?
AS- Temos uma previsão de 800 a 1000 pessoas. Qualquer pessoa pode adquirir o kit. Ano passado, a taxa foi de R$ 10. É um valor simbólico usado não só para custear algumas despesas, mas também ajudar no tratamento de portadores do vírus.

 

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais