Bombeiros alertam sobre cuidados com queima de fogos no Réveillon

0
A orientação é ler e seguir as instruções contidas nos rótulos das embalagens (Foto: Ana Lícia Menezes)

A queima de fogos já se tornou tradição nas festas realizadas para celebrar a chegada do Ano Novo, sejam elas públicas ou particulares. Há espetáculos pirotécnicos que chegam a durar mais de 15 minutos e envolvem toneladas de fogos de artifício. Os materiais explosivos, com seus diversos padrões e cores, encantam o público, mas também trazem riscos de acidentes e incêndios. E é por conta disso que o Corpo de Bombeiros Militar de Sergipe (CBMSE) faz um alerta à população quanto aos cuidados necessários desde o transporte e estoque até a comercialização e manuseio dos fogos.

De acordo com o chefe de vistorias do CBMSE, capitão BM Filipe Santos, os fogos de artifício são controlados pelo Exército e sua venda deve ser feita sob supervisão de órgão de fiscalização e controle. “Os primeiros cuidados começam na hora da compra desses produtos. É preciso adquirir em um local legalizado, que tenha passado pela aprovação da Prefeitura, Bombeiros e Polícia Civil, órgãos que testam a procedência dos fogos e conferem se aquele local está atendendo às medidas de segurança adequadas, se seguem as exigências do CBMSE quanto à proteção e prevenção. Normalmente, os locais de venda possuem afixadas a certificação, provando que é um local habilitado a vender fogos”, explica.

Outra orientação é ler e seguir as instruções contidas nos rótulos das embalagens. “Toda embalagem tem um manual de instrução específico, em que mostra quais são as medidas de segurança necessárias, desde o uso de luvas, a distância, o local apropriado e a classificação dos fogos, especificando a idade adequada para uso do material explosivo. É preciso ter cuidado redobrado com as crianças, que podem soltar fogos de baixo risco. Nos períodos de aumento da venda de fogos, no meio e final do ano, há aumento do número de vítimas na unidade especializada no tratamento de queimados no HUSE (Hospital de Urgências de Sergipe). Orientamos aos adultos que supervisionem as crianças, estando sempre por perto e não deixando que guardem os fogos no bolso. Os adultos não devem soltar fogos após ingerirem bebida alcoólica. Os fogos devem ser utilizados em locais afastados das pessoas, longe das redes elétricas e em ambientes abertos”, reforça o capitão.

Acidente com fogos de artifício tem sido tema bastante recorrente nas ações preventivas do CBMSE. No último mês de novembro, a corporação promoveu um Curso de Capacitação Técnica em Fogos de Artifício, visando aprimorar o conhecimento de profissionais da segurança pública no que diz respeito ao reconhecimento dos riscos e à padronização, com foco nas legislações específicas, das ações das instituições nos eventos que envolvam explosivos. Os bombeiros militares também realizaram, durante todo o ano, palestras educativas em escolas, organizações não governamentais e demais entidades que trabalham com o público infantil, com o objetivo de reduzir o índice de acidentes e queimaduras com fogos.

Fonte: ascom CBMSE

Comentários