Casa Curta-SE traz a Aracaju documentário sobre Candomblé

0

 

O Cineclube Casa Curta-SE, em parceria com o III Bahia Film Festival (BAFF), traz para Aracaju o filme ‘Mãe Filhinha: 105 anos de Oferenda a Iemanjá’. Serão duas exibições. A primeira acontece na próxima quinta-feira, 5, às 19h, no Sesc Centro. Já na sexta, 6, o filme será exibido no Centro São Lázaro, no povoado Areia Branca.

O documentário registra a convicção de fé e liberdade da Griô Ialorixá, Mãe Filhinha do Terreiro de Candomblé Italiê Ogum. Irmã da Confraria Irmandade da Boa Morte, Griô Ialorixá, aos 105 anos de idade, esbanja vitalidade cumprindo seus rituais, saudando os orixás. O documentário ainda mostra como ela conduz suas oferendas à Iemanjá, em belo cortejo ao Porto de Dentro, nas margens do Rio Paraguaçu, no município de Cachoeira (BA).

“Buscamos sempre parcerias para que consigamos diversificar nossas exibições. No caso deste filme, dirigido por Lu Cachoeira, além de trazermos uma obra muito boa, vamos ajudar as pessoas a conhecerem um pouco mais sobre o Candomblé”, ressaltou a diretora da Casa Curta-SE, Rosângela Rocha.

Fonte: Curta-SE

Comentários