Centro Cultural de Aracaju comemora 4 anos de valorização da arte

0
O evento ocorre dia 20 de outubro (Foto: Funcaju)

Inaugurado em 2014, o Centro Cultural, unidade vinculada à Fundação Cultural Cidade de Aracaju (Funcaju), comemora, no dia 20 de outubro, quatro anos de muita história. O imponente prédio, localizado na Praça General Valadão, marco zero da capital, oferece a população sergipana e aos turistas, um espaço de disseminação e fortalecimento da cultura do Estado e acesso às diversas manifestações artísticos culturais, através de eventos, cursos, exposições, apresentações musicais, mostra audiovisuais. Possui também um grande acervo de livros de escritores sergipanos.

Em comemoração, o Centro Cultural preparou uma programação para os próximos dois dias, quinta-feira (18) e sexta-feira (19). Amanhã, às 17:30, terá exibição dos filmes ‘Elo Perdido’, de Renata Falzoni, e ‘Sinal Vermelho’, de Cariolando Santos e Luciano Freitas, na Sala Exibição do Núcleo de Produção Digital Orlando Vieira (NPDOV). Já às 20h, o palco do Teatro João Costa recebe uma edição especial do projeto ‘Quinta Instrumental’; e na sexta-feira, às 14h, contará com o ‘Sarau das Estações’, na Biblioteca Mário Cabral e Teatro João Costa.
Localizado na Praça General Valadão, a unidade está aberta de terça a sexta-feira, das 9h às 17h, e aos sábados das 8h30 às 13h, oferecendo diversas experiências a quem chega. O local bate recordes de visitação todos os anos. Até setembro deste ano recebeu um total de 6.200 visitas, incluindo visitantes individuais, grupos de escolas de Aracaju e de outros municípios da capital, turistas nacionais e internacionais, além dos não identificados. Os números são contabilizados a partir de um caderno de registro de visitas.
Natural de Minas Gerais, o visitante Guilherme Baêta Neves, que reside atualmente em Aracaju, foi um desses visitantes e ficou encantado com o Centro Cultural. “Achei esse lugar super interessante. Mas, muitas pessoas não têm a consciência do que representa um centro de cultura. Esse espaço é um centro de riqueza, onde você pode reviver histórias”, opina.

História

Construído em meados do século XIX como a antiga alfândega da cidade, o prédio foi um dos primeiros da atual capital sergipana. Em função dos desgastes causados na estrutura, o imóvel foi demolido no final do século XIX e erguido um novo pelo engenheiro Leandro Maciel, sendo inaugurado em 18 de maio de 1929. Todo o prédio tem a estrutura original do ano de 1929, mas foram feitas adaptações e restaurações de  2008 a 2014, quando foi reinaugurado, mediante um convênio entre a Prefeitura Municipal de Aracaju (PMA) e o Banco Internacional de Desenvolvimento (BID), em 20 de outubro de 2014, como Centro Cultural de Aracaju.
Fonte: PMA
Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais