Conservatório de Música realiza curso de musicalização para bebês

0
A atividade faz parte da programação da Semana de Musicalização do Conservatório de Música (Foto: divulgação)

Um momento lúdico para ampliar o contato com a música. Assim foi a manhã desta quarta-feira (22), no Conservatório de Música de Sergipe, onde crianças de zero a três anos participaram do Curso de Musicalização para Bebês. Esta é a segunda edição do curso, que contou com a presença das mães e responsáveis pelas crianças. A atividade faz parte da programação da Semana de Musicalização do Conservatório de Música.

O curso foi ministrado pela professora de música Ana Carolina Schimidt Freitas, que deu uma aula prática com o objetivo de despertar o interesse das crianças em ouvir e fazer música. O curso foi realizado de maneira intuitiva, respeitando o limite das crianças, utilizando instrumentos percussivos e materiais alternativos, como fantoches, tecidos, pandeiros de plástico, bambolê, brinquedos, entre outros materiais adequados à faixa etária.

Em um tapete colorido estendido no chão, as crianças brincaram, dançaram e cantaram ao som de músicas infantis, cantadas pela professora e tocadas ao piano pela coordenadora da área de musicalização do Conservatório, Simone Lima. As músicas estimularam a imaginação e a interação da criançada com suas mães e responsáveis, que auxiliaram nas atividades.

“A musicalização de bebês é muito importante. Quando antes a pessoa começar a estudar música, melhor, pois isso é importante para o desenvolvimento cognitivo, a coordenação motora, a concentração e diversos outros elementos”, disse Simone Lima.

Desenvolvimento

A professora Ana Laura Campos Barbosa levou o seu sobrinho Francisco, de dois anos, para participar do curso. Ela disse que achou bem interessante a iniciativa. “O Francisco adora música, tem alguns instrumentos de brinquedo em casa. A música ajuda em vários aspectos. Eu sou professora de criança e sempre utilizo a música para estimular a fala e movimentos corporais. Então a minha intenção foi traze-lo para estimular no gosto musical”, afirmou.

A estudante de arquitetura Yanca Regina dos Santos Luduvice levou o pequeno Pietro, de apenas nove meses. Ela explica que seu filho já tem experiência na convivência com a música, pois o pai é professor do Conservatório. “Surgiu essa oportunidade e resolvi trazê-lo, porque quero ter essa experiência com ele. Vai estimular a formação do imaginário e futuramente fará bem em algum aspecto da personalidade dele”, declarou.

Marta Jesus Santos esteve na aula com o seu filho Davi Lucas, de dois anos. O pequeno tem uma irmã que já faz aulas de música no conservatório. “Como estou sempre acompanhando o desenvolvimento dela, e pelo fato de o Davi ser uma criança muito tímida, achei que seria bom para ele se enturmar mais com as outras crianças, além de desenvolver o lado musical, que é muito bom”, disse.

O estudante Luiz Carlos Ferreira Feitosa levou a sobrinha Débora, de 3 anos. “O primeiro sentido que aprendemos a desenvolver é a audição. Acho importante a iniciação à musica desde a mais tenra idade. Por isso achei bastante salutar essa oportunidade de trazer as crianças para o convívio e aprendizado da música”, afirmou.

Fonte: ASN

Comentários