Defensoria Pública atendeu mais de 359 foliões no Pré-Caju 2005

0

Milhares de pessoas participaram da festa
Uma mega estrutura montada pela Defensoria Pública de Sergipe, através do Governo do Estado e em parceria com a polícia Civil e Militar, foi um dos destaques na maior prévia carnavalesca do país. Durante os quatro dias de festa, a Defensoria atuou com rigor e determinação com o único objetivo: prestar assistência jurídica aos foliões. Mais de 359 pessoas procuraram o atendimento para serem assistidas em casos de danos morais e materiais, abusos, violências e outras ocorrências. Em 2004, o número foi de 294 atendimentos. 

No segundo ano consecutivo atuando no Pré-Caju, a Defensoria tem a frente o defensor geral, Renan Tavares. De acordo com a assistente social, Maria das Graças, oito defensores públicos, um assistente social e um psicólogo, ficaram de plantão durante toda a festa, sem contar com a equipe de apoio que deu suporte nos quatro dias. Das 359 pessoas atendidas, sendo 254 adultos e 105 menores, 90 foram colocadas em liberdade.

Segundo Graça, cada pessoa que era detida, contava com um defensor público que acompanhava todo o processo de prisão e nos casos mais simples, o preso era liberado de imediato. Além das prisões, houve ocorrências de ação de indenização por danos morais e materiais. “Só houve um caso mais grave que foi um auto de flagrante de tóxico, onde o preso foi encaminhado para a casa de Detenção, mas o processo está sendo acompanhado por um defensor público”, afirma.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais