Del Feliz na vida e no amor

0

Em 1998, quando resolveu enveredar pelo caminho do forró, o baiano Del Feliz trazia na bagagem a experiência de quem nasceu em pleno sertão nordestino e a alegria de quem pertence a uma família humilde e muito unida. Neste período junino, lançando o seu quinto CD “O que é o amor”, ele conta para o Portal InfoNet, com orgulho, um pouco de sua história. “Já tirei barro de tanque, peguei firme na enxada, dei mandacaru ao gado. Já trabalhei de faxineiro, de cobrador a oleiro, só não me tornei escravo do danado do dinheiro”, rima ele.

Natural de Riachão do Jacuípe, no interior da Bahia, Del Feliz cresceu ouvindo o grande mestre Gonzagão, com quem aprendeu a falar do sertão, do povo nordestino, de seus sofrimentos e de seus amores… Del Feliz iniciou sua trajetória compondo e aprendendo a tocar bateria, percussão e, por fim, teclado.

O começo de carreira não foi fácil. Trabalhando durante o dia como administrador e, à noite, cantando em diversos bares e restaurantes em Feira de Santana e Salvador, Del Feliz logo conquistou o coração do povo com o autêntico forró nordestino. Sempre acompanhado da sanfona, zabumba e triângulo, ele reúne entre seus parceiros Flávio José, Alcymar Monteiro, Targino Gondim, Amorosa e Roberto Mendes.

NOVIDADES – O novo trabalho de Del Feliz, “O que é o amor” traz além de xotes, baiões e arrasta-pé, uma balada romântica “A falta que você me faz”. Del Feliz presenteia o público ainda com a participação de Roberto Mendes cantando com ele “A beira e o mar”; do forrozeiro Flávio José, na música “Nas asas da Asa Branca”; e de Amorosa, que canta com DelFeliz, a música tema do novo trabalho, “O que é o amor”, de autoria de Accioly Netto.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais