DJ Dolores: “Jameando em Sergipe”

0

Nessa quarta-feira, a partir das 22 horas, tem DJ Dolores no Tequila Café. Acompanhado dos disc-jockeys Patricktor4 e Casca, ele comanda a festa “Jameando em Sergipe”, um trabalho de divulgação antropólogico que traz às pistas de dança de Aracaju as manifestações folclóricas da zona da mata sergipana. A performance será filmada para a série de programas “Expresso Brasil”, da Rede Cultura de Televisão (SP). A direção é de Philipe Barcinski. Sem dúvida uma noite imperdível.
Expresso Brasil – A idéia é apresentar as Unidades da Federação Brasileira através de programas televisivos onde cada Estado é apresentado por um nativo de seu território. Em 1998 a TV Cultura exibiu onze episódios da série, com a participação de personalidades como Carla Camuratti (RJ), Ziraldo (MG), Siron Franco (GO), Chico César (PB) e Ferreira Gullar (MA). A série está sendo retomada com previsão de exibição para o primeiro semestre de 2002.
DJ DOLORES – Seu nome de batismo é Hélder Aragão, 35 nos, natural do município sergipano de Propriá. Viveu em Aracaju até os 20 anos, quando transferiu-se para Recife. Lá foi cartunista do Jornal do Comércio, fez computação gráfica para a TV Viva, foi capista de discos (Da Lama ao Caos – Chico Science e Nação Zumbi), diretor de tv (clip de “Se Zé Limeira Sambasse Maracatu”, Mestre Ambrósio e “Homero, o Junkie”, Mundo Livre S.A). Faz discotecagem em festas no Recife desde o final dos anos 80, mas sua estréia autoral deu-se em 1997 com a trilha sonora do Curta “Enjaulado” (Independente, 1998). É também autor da trilha da peça “A Máquina” (Candeeiro Records, 2000). Em 1999 lançou o single “Catimbó” (Candeeiro) e prepara-se para lançar nos próximos dias novo disco “Contraditório?” Apresentou-se nos festivais Abril pro Rock (2000), Cine de Las Americas (Austin/TX, 2000) e Rec Beat (2001). Hoje é um dos disc-jockeys mais requisitados no eixo Rio-São Paulo.

Comentários