Edital aumentará Pontos de Cultura em Sergipe

0

Secretária de Cultura, Eloísa Galdino
O menor estado do país, que até então não possuía uma rede firmada entre os Pontos de Cultura, pode hoje comemorar a entrada de mais 15 Pontos espalhados pelo Estado. “Os Pontos de Cultura são hoje uma realidade em Sergipe. Estamos muito felizes pela concretização desta empreitada, afinal, foram muitos percalços e muitos problemas que surgiram. Hoje temos 18 Pontos, espalhados pelo estado e recebendo a verba destinada para concretizar este trabalho tão bonito”, comemorou Lindemberg Monteiro, representante da Comissão Nacional de Pontos de Cultura em Sergipe.

Pontos de Cultura é a ação prioritária do Programa Mais Cultura, do Ministério da Cultura (Minc), adotado pela Secult de Sergipe, que articula várias ações deste programa, através de iniciativas desenvolvidas pela sociedade civil, firmando convênios, por meio de seleção por editais públicos, onde os Pontos são responsáveis por articular e impulsionar as ações que já existem nas suas comunidades.

Atualmente, existem mais de 650 Pontos de Cultura espalhados pelo país, porém, em Sergipe, o número até então era pouco expressivo. A partir de agora, o Estado contará com 18 Pontos de Cultura ativos, que farão circular a cultura sergipana por todo o Estado. E esse quadro será ainda melhor, pois durante o Ato da Cultura em Sergipe, que contará com a presença do Ministro Juca Ferreira, no próximo dia 22, um novo edital proporcionará que mais 15 grupos integrem esta rede, atingindo a meta do Ministério de 30 Pontos no Estado.

Na semana passada, representantes da Secult e dos Pontos de Cultura, se reuniram na Biblioteca Pública Epifânio Dória (BPED) para tirar dúvidas e esclarecer alguns pontos quanto a utilização da verba que está sendo liberada para as associações. “Me sinto realizada pois vencemos mais uma etapa. O processo para liberação da verba dos Pontos de Cultura de Sergipe estava demasiadamente atrasado e, finalmente, conseguimos vencer os empecilhos e trâmites necessários. Hoje, podemos colher o resultado ao ver os representantes destes Pontos felizes e entusiasmados com o trabalho que irá começar, e ver que firmamos uma relação de parceria entre a Secult e estes Pontos”, assegurou a secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino.

Capacitação

Durante a reunião, um dos pontos chave dos debates foi a proposta de oficinas e workshops sobre aplicação dos recursos e prestação de contas, um questionamento ainda muito presente entre os coordenadores dos Pontos, ainda inexperientes com relação aos trâmites legais necessários para a aplicação dos recursos. A idéia, sugerida por Lindemberg Monteiro e acatada pela secretária de Cultura, foi motivo de comemoração entre os presentes.

“A partir de agora, teremos outro desafio: utilizar o valor do convênio e prestar as contas necessárias de forma correta. Todos nós temos a consciência que um erro neste processo pode impedir que estes Pontos possam acessar outros recursos e outros editais do Minc.Então, é fundamental este acompanhamento. Nós, da Secult, daremos todo o suporte para a realização destas oficinas, afim de ajudar para que tudo ocorra no previsto” completou a secretária.

Eloísa destacou ainda que brevemente será aberto mais um edital para a seleção de 15 novos Pontos de Cultura, além da elaboração de um Encontro Estadual para estes Pontos. “A partir de agora, os Pontos de Cultura entrarão em uma nova face. A face da mudança que esta sendo gerada na gestão cultural de Sergipe. Para completar este quadro de boas notícias iremos anunciar dia 22, com a visita do Ministro Juca Ferreira a Sergipe, a publicação de um novo edital para 15 novos Pontos de Cultura para Sergipe. Além disso, realizaremos o Encontro dos Pontos de ultura de Sergipe ainda este ano. Em janeiro de 2011, deixaremos tudo pronto para a um Encontro dos Pontos de Cultura que trabalha especificadamente com culturas populares, que será inserido da programação do tradicional Encontro Cultural de Laranjeiras”, finalizou.

Outro destaque foi a elaboração de um Manual que está sendo preparado pela assessora jurídica da Secult, Aline Magna. Ela afirma que no manual explicará detalhadamente o processo de prestação de contas, bem como os documentos que os Pontos devem exigir dos estabelecimentos comerciais. “O manual será uma forma dos Pontos se manterem sempre informados do que deverão ou não fazer com o recurso. Afinal, não adianta comprar uma coisa de cada vez. É mais fácil fazer os três orçamentos exigidos por lei, usar o mais barato e partir para uma compra grande de tudo que for necessário em um só lugar. Desta forma, será mais fácil conseguir os documentos exigidos para a prestação de contas”, assegurou.

Com informações da Secult

Comentários