Egbé lança podcast para debater ancestralidade negra

0
O podcast será mensal e contará com seis episódios nesta primeira temporada. (Foto: Assessoria)

A Egbé, lançada há seis anos como Mostra de Cinema Negro de Sergipe, estreia, nesta terça-feira, 20, seu primeiro podcast, buscando ampliar horizontes e vozes. Com co-produção da Café Preto Produções Sonoras, a proposta é debater não apenas o Cinema Negro, mas também questões como ancestralidade e comunidade. E, neste episódio de estréia, o bate-papo terá como tema a palavra “Egbé”, qual a relação da mostra com a ancestralidade e como o cinema pode aproximar a comunidade negra.

“O termo ‘Egbé’ representa bastante a união e a coletividade que nossa equipe vem trabalhando e se articulando desde o início. Com o passar dos anos, percebemos que as pessoas pronunciam a palavra de diferentes formas, às vezes até se referindo no masculino, quando na verdade ‘Egbé’ vem do feminino”, explica Luciana Oliveira, produtora da Egbé, ressaltando a necessidade de trazer o sentido da palavra para além do nome da mostra de cinema.

O podcast será guiado pelo produtor audiovisual Hector Sousa e trará, como convidados Wendel Salvador, professor de arte da Rede Pública Estadual de Sergipe e especialista em Inclusão e Diversidade na Educação; além de Luciana Oliveira, produtora da Egbé. “Quem nos escuta pode esperar debates e reflexões sobre a comunidade negra, reflexões sobre o nosso cinema e que resistência e militância não estão apenas dentro de lutas, de movimentos nas ruas e grupos políticos, mas, também, está na arte e, claro, nas nossas celebrações”, destaca Hector Sousa.

O podcast será mensal e contará com seis episódios nesta primeira temporada. Para acompanhar, basta acessar o perfil da Egbé na plataforma de streaming Spotify.

Fonte: Assessoria de Imprensa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais