Enoque lança seu livro Sarandita, nesta sexta-feira,13

0
(Foto: Divulgação)

O escritor Enoque Oliveira, mais conhecido no meio intelectual e nos movimentos sociais como Pe. Enoque da Casa de Canudos, estará lançando nesta sexta, às 17h, no Bar e Restaurante do Camilo, bairro Coroa do Meio, o livro Sarandita e outros contos históricos sobre a beleza e a luta na Guerra de Canudos.

Filho de pescadores, Enoque nasceu na praia do Espraiado, região de Acaraú/CE. Hoje ele é pesquisador, poeta, compositor, educador popular e coordenador do trabalho do resgate de Canudos, cuja atividade na Bahia e Sergipe deu origem ao Movimento Popular e Histórico de Canudos.

Na década de 60, trabalhou e estudou em Teresina. Nos anos 70, cursou Teologia em Salvador e foi ordenado padre. Daí em diante, assumiu várias paróquias, entre Teresina, Salvador e finalmente Monte Santo, cidade conhecida como Sertão de Canudos, cenário do filme do cineasta Glauber Rocha Deus e o Diabo na terra do Sol.

“Fui afastado do exercício sacerdotal em razão do compromisso que assumi com o povo humilde onde fui pároco”, declara Enoque, que vem se dedicando a pesquisar as três últimas décadas do século XIX(1870 a 1890), período correspondente aos 30 anos de atuação de Antonio Conselheiro pelos sertões.

Além de Sarandita (e outros contos históricos sobre a beleza e a luta na Guerra de Canudos), Enoque é autor de Antonio Conselheiro e Canudos: 181 anos de controvérsias, em fase final de elaboração, e centenas de poemas e crônicas, cantadas por músicos como Fábio Paes, Roze, Joaquim Antônio, Muskito, Dinho Oliveira, José Costa, dentre tantos outros.

Após o lançamento do novo trabalho do Pe. Enoque, haverá uma grande cantoria no local.

Fonte: Divulgação

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais