Escola de samba traz samba-enredo sobre o cangaço em Sergipe

0

 

O carnavalesco Marcus Ferreira traz um carro sobre a Grota do Angico (fotos enviadas por Marcus Ferreira)

Se você é sergipano, deverá torcer para a escola de samba Inocentes de Belford Roxo este ano. É que a Escola do Grupo de Acesso do Rio de Janeiro vai homenagear o Nordeste falando sobre o Cangaço Brasileiro. E além de Sergipe estar no samba-enredo, uma ala será destinada ao declínio do cangaço, lembrando a morte de Lampião e parte de seu bando na Grota de Angico, no município de Poço Redondo.

A Escola da Baixada Fluminense irá desfilar na próxima sexta-feira, 1º, e retratará o enredo ‘O Frasco do

Bandoleiro’, mostrando o cangaço fazendo um paralelo com os dias atuais. “Iremos mostrar as crendices de pessoas que guardavam fortunas enterradas em seus quintais no Nordeste do país e cenas de casos

Materiais reciclados serão usados em alguns carros alegóricos para fugir da crise econômica

atuais de corrupção”, conta o carnavalesco da escola Marcus Ferreira ao Portal Infonet.

O carro alegórico que representará o extermínio do cangaço se chamará ‘Bacia das Almas” e será montado com utensílios que seriam descartados. E para conseguir a quantidade de material necessário para a reciclagem, Marcus Ferreira fez uma campanha para arrecadar frascos dos mais variados tipos.

“Pedimos ajuda à comunidade e ao mundo do carnaval, pois estamos em um ano difícil para as escolas de samba no que se refere à questão financeira. Sofremos com corte das verbas públicas e nos adaptamos usando material reciclado e arte”, comenta o carnavalesco, acrescentando que se inspirou em artistas plásticos como o brasileiro Vik Muniz e o

Três mil caixotes serão usados em carro alegórico

português Arthur Bordalo II.

Serão 3 mil caixotes de feiras livres, 12 mil garrafas pet e milhares de panelas para retratar o objeto no cangaço. “Me inspirei no filme ‘Luneta do Tempo’. Uma ópera popular regida por Alceu Valença que mostra o olhar artístico de Lampião. Virgulino gostava de cinema, circo e teatro de bonecos e por muitas vezes financiou esses divertimentos ao povo”, conta.

por Raquel Almeida

Confira o samba-enredo Inocentes de Belford Roxo 2019:

Clipe Oficial – Mais produções

Letra:
O Frasco do Bandoleiro (Baseado Num Causo Com a Boca Na Botija)

Feijão de corda, na cuia a abrideira
Verso pra muié rendeira e toucinho de fumeiro
Perfume a penca, uma avenca, porcelana
Toda condição humana no frasco do bandoleiro
E no sertão que a arte vibra insensata
Malabares do destino, pro que vive e o que mata
Da festança ao desatino, o perigo fascinante
Vem chegando Virgulino, cabra macho viajante

Guarda pra correr, corre pra guardar
Um litro de dendê, um lote de cajá
O muito para Deus é pouco para o bando
Insano, na vida cigano, a moringa carregando

Dizem que escutam à beira do chico
O trote dos cascos e o corte dos fios
Mistério nativo esconde o tesouro
O olhar da serpente, a paixão infinita
Um brinco de argola, pingentes de ouro

Pra joia Maria Bonita

Cantis de vinho adoçam o xique-xique
E a volante, derrama pranto em Sergipe
Chaleira que cai, um filho se vai
Fica a luz do Lampeão
Fica a estória tão rica ao luar do sertão

Traz a sacola, põe no pacote
Não é do povo esse novo bandoleiro
Não tira a boca da botija e quer o dote
Dá no cangote do inocente brasileiro

Comentários