Farol da Atalaia – por Gustavo Aragão

0

Afogo-me nas bravas ondas

Da fria noite,

Que carcome a praia de Atalaia.

E a lânguida luz do farol

Alcança meus braços dormentes.

Luz longínqua, que rompe a noite cega

Que acende os meus olhos fatigados

Na esperança que eu encontre

As areias sedentas de mim.

Por Gustavo Aragão

●Todos os direitos autorais estão reservados ao autor perante a lei nº 9610/98, lei de direitos autorais. Portanto, fica terminantemente proibida a reprodução parcial ou total da obra aqui inscrita.

CONVITE

Convido a todos para conhecer um pouco mais das minhas produções e da minha carreira. Visite meu site!

www.infonet.com.br/gustavoaragao

Comentários