Festival de Teatro Sergipano é encerrado com chave de ouro

0

Espetáculo deste domingo, 27, foi apresentado pelo grupo GECA (Fotos: Fabiana Costa/Secult)
O Festival de Teatro Sergipano já deixa saudades. Desde o dia 15 de março, Aracaju foi tomada por espetáculos que se apresentam em diversos pontos da capital e encantam sergipanos e turistas que prestigiam a arte que é feita em Sergipe.

A Praça Fausto Cardoso, foi um dos locais mais requisitados pelo público. Com uma arena de apresentações sempre lotada, grupos de Estância, Gararu, Laranjeiras, Poço Redondo, Lagarto, além dos da capital, mostraram seu talento a um público que assistia atentamente as peças, e aplaudia de pé a cada apresentação.

Para fechar com chave de ouro esta programação tão rica, o grupo que se apresentou na última tarde de espetáculos na Praça Fausto Cardoso, não deixou a desejar. Vindos de João Pessoa, na

Praça Fausto Cardoso foi um dos lugares mais requisitados pelo público
Paraíba, o Coletivo do Grupo GECA (Grupo Experimental Cena Aberta) e Trupe Arlequim, dois grupos independentes que se uniram há quase dois anos. A trupe que já passou por Sergipe durante a turnê nacional 2010/2011, aporta pela segunda vez no estado, e se mostra lisonjeado em estar participando deste grande movimento que está ocorrendo no Teatro em Sergipe.

“O espetáculo de rua, atualmente, está sofrendo certo desrespeito e Sergipe está dando este espaço é muito importante, afinal, não todas as cidades que aceitam receber este tipo de espetáculo. Este tipo de ação dá uma maior dignidade aos artistas, que tem no Governo um incentivo para sua produção” , destacou a produtora do grupo Rosana Figueiredo.

O espetáculo que fechou a arena da Fausto Cardoso, foi ‘Nada, Nenhum e Ninguém’, que conta o encontro de uma trupe mambembe de quatro atores cômicos, que há ‘quatrocentos’ anos perambulam pelas estradas, com o desejo de montar o espetáculo “A Vida é Sonho”. O enredo gira em torno das tentativas de ver o espetáculo montado e se passa com muita cantoria e alegria.

A produtora do grupo, Rosana Figueiredo explica ainda, que o trabalho surgiu de uma grande pesquisa, que uniu as técnicas do teatro e do circo, em uma peça cheia de musicalidade, destreza corporal, dança e representatividade teatral . “O espetáculo mistura a arte circense com o teatro e atrai muito pelas cores. Fizemos uma completa pesquisa e surgiu o ‘Nada, Nenhum e Ninguém’, um espetáculo que interage e brinca com o público”, finalizou a produtora.

Nostalgia

O Festival de Teatro Sergipano chega ao seu 11° dia e já deixa saudade no público que acompanhou de perto as apresentações e aprovou a iniciativa. A estudante Sayuri Dantas, por exemplo, esteve presente em muitas das apresentações ocorridas na Fausto Cardoso. A jovem que assistiu a quatro peças, afirmou que gostou muito do que viu e destaca que se surpreendeu com o desempenho dos grupos sergipanos.

“Busquei sempre acompanhar as apresentações que ocorreram aqui na praça e vejo que foi um projeto acertado da Secretaria de Cultura. Espero que outros festivais, como estes voltem a acontecer, afinal, fomentam e desenvolvem a cultura do nosso Estado”, observou a jovem.

Já para o pesquisador político, Ronaldo Joaquim, iniciativas como estas devem continuar ocorrendo e se estender a outros locais da cidade. “Teatro é muito interessante, principalmente em peças como estas, que tem a participação do público. A iniciativa é válida e muito interessante e a sugestão é diversificar os locais das apresentações, para que se possa alcançar um público ainda maior”, recomendou.

A estudante Márcia Mendes, por sua vez, conta que se programou durante toda a semana para ir ver os espetáculos, mas só conseguiu ir assistir ao desta tarde, graças a insistência da filha. A jovem que também apóia o Festival, disse que gostou muito do projeto da última apresentação na Fausto Cardoso. “Muitas pessoas não tem condições de estar acompanhando apresentações teatrais, e com estes espetáculos, podemos ver, sem custo algum e ainda nos manter atualizados com o que é produzido aqui em Sergipe”, ressaltou.

O Festival Sergipano de Teatro prossegue até a próxima segunda-feira, 28. Muitas apresentações ocorrerão ainda neste fim de semana e na segunda-feira, no Teatro Lourival Baptista, Casa Rua da Cultura, Mirante da 13 de Julho e Rua da Cultura (Mercado Central de Aracaju).

Fonte: ASN

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais