FICI levou 11 mil crianças ao cinema

0

Com o projeto “A Tela na Sala de Aula”, Fici levou 8 mil crianças ao cinema (Fotos: Sinapic/Curta-SE)
Durante 10 dias, o Cinemark Jardins recebeu cerca de 11 mil pessoas que foram assistir aos 70 filmes exibidos no Festival Internacional de Cinema Infantil (FICI). Pela oitava vez em Aracaju, o festival inovou trazendo os projetos ‘O Pequeno Jornalista’ e ‘O Pequeno Cientista’. O FICI, que aconteceu de 22 a 31 de outubro, é realizado pela Copacabana Filmes e Produções e tem a produção local da Casa Curta-SE.

“A cada ano sentimos que o FICI se consolida em Aracaju. Além de conquistarmos um número maior de espectadores, conseguimos atrair aqueles que já conheciam o festival. Isso demonstra a qualidade e a organização do FICI. Outro ponto positivo é que o festival funciona como um espaço para se criar um público para o cinema”, frisou Deyse Rocha, produtora executiva da Casa Curta-SE.

Ao todo, 11 mil crianças assistiram a 70 filmes
As novidades desta edição aconteceram logo no primeiro dia do festival. ‘O Pequeno Jornalista’, que contou com a participação da repórter Priscila Andrade, trouxe para o debate o ‘Iep!’, vencedor Festival de Cinema Infantil de Montréal. A partir dos conceitos de notícia, crítica de cinema e elementos do texto, Priscila discutiu com as crianças o enredo filme. As crianças também assistiram ao ‘Perdidos na Galáxia’ e depois debateram com Augusto Almeida, coordenador da Casa de Ciência e Tecnologia da Cidade de Aracaju.

Ainda no primeiro final de semana, a criançada aprendeu um pouco de como se faz cinema. A oficina de animação foi divida em duas atividades. Na primeira, as crianças faziam interpretações de personagens em um fundo infinito. Depois ganhavam o DVD de seus filmes já com a animação. Na outra atividade, elas utilizavam dois equipamentos óticos para criarem pequenas seqüências em movimento em tiras de papel e assistem a seus filmes.

Em algumas sessões, houve doublagem ao vivo dos desenhos
“Essas oficinas fazem com que tanto as crianças como os pais conheçam um pouco de como se produz uma animação. Além de ajudar a criar um público, a oficina desperta o interesse das crianças um dia trabalharem com isso”, afirmou a coordenadora da oficina, Lili Levy.  

Mais atividades 

De 25 a 28 de outubro, o FICI foi dedicado somente a crianças de escolas públicas e instituições beneficentes. O projeto “A Tela na Sala de Aula” recebeu 8 mil crianças de 69 instituições. Cada filme exibido em “A Tela na Sala de Aula” possuía um caderno pedagógico, com sugestões de atividades, criado a partir dos parâmetros curriculares do Ministério da Educação.  

Professora da Escola Nossa Senhora de Guadalupe, em Estância, Carla Fabiana Rocha participou do FICI pela primeira vez. Carla garantiu que o festival é uma forma de democratizar o acesso ao cinema. “A grande parcela desses estudantes nunca entrou em uma sala de cinema. E talvez continuasse sem ter este acesso por um bom tempo se não fosse o festival. Se para muitas crianças este acesso já é difícil, imagine para uma criança do interior”, pontuou a professora de Ética e Artes.

Um dos momentos mais esperados do festival foi a dublagem ao vivo. Wendel Bezerra e Angélica Santos dublaram todas as vozes dos filmes ‘Plumíferos’ e ‘Amigos para sempre’. O casal faz esse trabalho há cinco anos no FICI. “O bom aqui é que você interage com o público e sempre tem o aplauso. Diferente do estúdio em que o dublador fica somente com o técnico e o diretor”, comentou Angélica, que já fez as vozes das atrizes Cameron Diaz e Angelina Jolie e fez a voz do personagem Cebolinha, em A Turma da Mônica.

Festival

Em 2010, o Festival Internacional de Cinema Infantil levou mais de 90 filmes para as salas de cinema da Rede Cinemark em 9 cidades brasileiras, reunindo inéditos e clássicos, curtas-metragens brasileiros e internacionais, séries de TV e mostras especiais além de oficinas de cinema de animação e debates. A estréia aconteceu no Rio de Janeiro e Niterói, passou por Brasília, São Paulo, Campinas, Belo Horizonte e Recife. O FICI foi encerrado em Aracaju e Salvador de 22 a 31 de outubro.

Fonte: Ascom/Curta-SE

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais