Geraldo Azevedo fala sobre o Forró Caju

0

Geraldo Azevedo elogia Forró Caju
O cantor e compositor Geraldo Azevedo, pernambucano de Petrolina, já tocava violão aos 12 anos de idade. Aprendeu o instrumento sozinho e desde então não desgrudou mais da música. Já fez parte da banda de Geraldo Vandré e seu primeiro disco por gravadora veio depois de se apresentar em um festival de música junto ao amigo Alceu Valença. Geraldo Azevedo disse, em entrevista ao Portal InfoNet sua opinião sobre o Forró Caju. Confira: 

PORTAL INFONET – Todos os anos você participa do Forró CajU. O que acha da festa?
GERALDO AZEVEDO – É sempre uma emoção muito grande. O Forró Caju é um dos maiores forrós do Nordeste. Divulgo a festa por todo o Brasil.

INFONET – O repertório do show traz novidades?
GA – Além de sucessos já consagrados, como Chorando e Cantando e Dia Branco, trago músicas do meu novo CD. Os estilos são bem variados. Faço referência a Luiz Gonzaga, Jackson do Pandeiro e também toco músicas mais românticas.

INFONET – Como você chegou até a música?
GA – Na verdade, foi ela que me escolheu. Meu pai era músico, sempre vivi rodeado de música. Acabei seguindo a trajetória.

INFONET – O que você acha do novo forró, o chamado forró eletrônico?
GA – Acho que tem o lado positivo e negativo. É bom porque o forró fica mais em evidência e, ruim, pois muitos deles esvaziam a música de poesia.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais