Grupo sergipano é premiado por edital do MinC

0

Grupo Peineirou Xerém
“Recria a tua vida sempre, e sempre”, essas foram as palavras da grande poetisa brasileira Cora Coralina, que descobriu seu talento como poetisa já idosa, e provou para todos que essa é realmente a melhor idade. Um exemplo disso é a iniciativa do Ministério da Cultura, por meio da Secretaria da Identidade e da Diversidade em parceria com o Instituto Empreender, que lançou o II Prêmio Inclusão Cultural da Pessoa Idosa – Edição Inezita Barroso.

O Prêmio selecionou durante alguns meses ideias criativas em todas as regiões brasileiras elaboradas pelos representantes da terceira idade. O Edital teve 590 inscritos e 572 iniciativas aptas a concorrer. Dos trabalhos selecionados, 20 foram apresentados por instituição, 13 por pessoas físicas e sete por grupos informais – coletivos organizados sem registro como pessoa jurídica. Os projetos são variados e envolvem música, dança, história oral, artesanato, teatro e muitas outras formas de expressão criativa.

Um dos selecionados pelo Edital foi o Grupo sergipano cultural de dança Peneirou Xerém. O grupo, que possui esse nome em homenagem ao Rei do baião, Luiz Gonzaga, surgiu através do entrelaçamento de histórias do sertão e do São João do cotidiano das seis mulheres que inicialmente formavam o “Peneirou Xerém”. Liderados por Josefa Oliveira Santos, o grupo é composto por 38 mulheres e dois homens, que receberam a notícia da premiação com muito entusiasmo.

Eloisa Galdino
“Nosso grupo tem uma tradição de 22 anos e é com muita alegria que recebemos esse prêmio. A expectativa é que possamos, com esta vitória, evidenciar ainda mais o nome do Estado, pelo país a fora, afinal o trabalho continua para conseguirmos muitas outras conquistas como esta”, celebrou.

A Secretaria de Estado da Cultura (Secult), que apoia o grupo através da cessão do Complexo Cultural Gonzagão para as atividades e participação do grupo em eventos como o Arraiá do Povo, comemorou a justa decisão dos avaliadores do MinC. De acordo com a secretária de Estado da Cultura, Eloisa Galdino, a seleção de um grupo sergipano em um edital tão importante e concorrido mostra que a cultura sergipana tem muito a alcançar.

“Essa seleção é de extrema importância para a cultura sergipana e foi com muito orgulho e honra que eu recebi a notícia de que o grupo Peneirou Xerém foi contemplado pelo Prêmio Inclusão Cultural. A seleção foi mais do que merecida, pois o grupo tem um trabalho sólido, e muito bonito, que inclui socialmente o idoso em manifestações lúdicas e culturais, além disso, essa é uma forma de incentivar os idosos a continuar desenvolvendo seus trabalhos, enriquecendo cada vez mais a nossa cultura”, comemorou Eloisa Galdino.

A relação dos selecionados foi publicada no último dia 19, no Diário Oficial da União. Ao todo são 40 prêmios divididos em duas categorias: Formas de Expressão Artísticas, 30 prêmios, sendo seis para cada região do País; e Desenvolvimento de Produtos e Ações, 10 prêmios, dois por região. O valor pagos para as iniciativas contempladas é de R$ 20 mil.

Confira a relação dos selecionados.

Texto e fotos: Secult

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais