Grupos do interior apresentam-se na capital

0

(Foto: Edson Araújo)

Os grupos de teatro do interior de Sergipe estão se apresentando de quarta a sábado, sempre às 20 horas, no Complexo Cultural Lourival Baptista (CCLB). Esta semana, no período de 13 a 16 de maio, será a vez do espetáculo “Do Vaza-Barris à Pedra Furada Ou a História de Amor do Índio Serigy” da Companhia Neopolitana de Teatro.

O início da segunda edição do projeto “Temporadas – Teatro no Interior em Cartaz” aconteceu na semana passada, quando a Cia reflexos da Alma, da cidade de Estância, apresentou o espetáculo “Uma Vez, o Amor…”. Durante o mês de maio, são quatros grupos que se apresentam no Complexo. 

O projeto “Temporadas” é resultado processo de interiorização da cultura, que tem como finalidade agregar e democratizar o acesso às promoções cultura. Iniciada em maio de 2008, a atividade é uma promoção da Secretaria de Estado da Cultura (SEC), através do Complexo Cultural Lourival Baptista (CCLB), que conta com o apoio do Serviço Social do Comércio (Sesc/SE).

Confrontos

Com o texto de Hunald de Alencar e direção de Luis Carlos Reis, “Uma Vez, o Amor…” abordou através das interpretações dos atores Lucas Lins e Juliana Santos os dilemas interiores do ser humano. “A idéia é mostrar a lucidicade da vida e o ponto em comum que permeia todos esses conflitos, o amor”, explicou a atriz Juliana Santos, ao falar sobre a peça que se utiliza de extrema carga dramática para apresentar os confrontos internos de um homem, que acaba revelando o verdadeiro sentido da vida.

Para o ator Cícero Vieira, que foi prestigiar a primeira semana de apresentações, a iniciativa é uma ótima oportunidade de intercambio entre atores e grupos de teatro.

Projeto

Em 2008, oito grupos concorreram à mostra seletiva e quatro foram selecionados para participar do “Temporadas”. Este ano, o projeto foi ampliado e terá a participação de oito grupos: quatro neste mês de maio e mais quatro no segundo semestre.
 
O ator Lucas Lins declarou que o projeto simboliza o sonho de todo o grupo do interior em se apresentar na capital, principalmente, pela visibilidade que é proporcionada. “Acredito que o projeto veio mostrar que todo território sergipano tem dança, teatro e tantas outras manifestações culturais”, comentou.

Ainda se apresentarão neste mês o Grupo Monumentos da Comédia, da cidade de São Cristóvão, com “Antônio Meu Santo” e a Cia Cobras & Lagartos, da cidade de Lagarto, com “Estudos Sobre a Vingança”.

Fonte: SEC

Comentários