Hemose incentiva doações para o Pré-Caju

0

Voluntários dão exemplo

Solidariedade a serviço da vida. Este é o lema do Centro de Hemoterapia de Sergipe – Hemose. E no Pré-Caju a meta também continua, pois, segundo a assistente social do Hemose, Maria Tereza Leite Lisboa, em épocas festivas como o Natal, passagem de ano novo, festejos juninos, férias, Pré-Caju, Carnaval e outras, há uma queda no estoque do Centro. “Nos preparamos para esses eventos como o Pré-Caju fazendo campanhas nas empresas, instituições, além de veiculação em toda imprensa”, destaca Tereza.

Amanhã, 25, é o Dia Mundial do Doador Voluntário e o Hemose homenageou os doadores com um concurso de cartazes para incentivar o doador do futuro. A premiação do primeiro, segundo e terceiro lugares ocorrerá amanhã. Além disso, ocorreu também, no dia 20 deste mês, o 7º Passeio Ciclístico Pela Vida, no Centro da cidade, onde cerca de 200 pessoas participaram. Amanhã, no auditório do Hemose ocorrerá shows dos artistas sergipanos Antônio Carlos do Aracaju, Mingo Santana e Marco Aurélio, dentre outras manifestações.

João à disposição do Hemose

“Tudo isso é em função de divulgar a importância e sensibilizar os cidadãos para o ato da doação de sangue, homenageando os doadores voluntários”, frisa a assistente social. De acordo com Tereza, o fator RH negativo está sempre em falta no estoque do Hemose, principalmente o O negativo (O-). “Esse tipo de sangue pode ser doado para qualquer grupo sangüíneo e fator RH”, ressalta. No Pré-Caju, segundo ela, deve ter no estoque do Hemose, pelo menos, cerca de 1.800 bolsas de sangue.

“Esse é o nosso número mensal. E, em qualquer atividade festiva era muito bom que esse número permanecesse”, diz Tereza. Para doar sangue, o interessado deve estar em boas condições de saúde, ter entre 18 e 65 anos, pesar no mínimo 50 quilos, não estar em jejum, mas evitar alimentação gordurosa antes da doação, dormir pelo menos seis horas nas últimas 24 horas que antecedem a doação e apresentar documentos de identificação com foto, além de outros requisitos. Os pretendentes também podem agendar a doação pelo telefone (79) 259-3174.

“É necessário sempre estarmos fazendo campanhas educativas e as nossas campanhas não param, principalmente em épocas de eventos como o Pré-Caju. Precisamos desmistificar a cultura da doação de sangue, como, por exemplo, que mulher não pode doar, que causa problemas no sangue e outras coisas”, esclarece Tereza.

Incentivo

João Alberto Teles Júnior, 38, doa sangue pelo menos duas vezes por ano. “Todas as vezes que alguém precisa, a equipe do Hemose entra em contato comigo, pois possuo cadastro aqui, e eu venho. Não sinto dor de maneira nenhuma”, afirma João Alberto. Já Mônica Cristina Figueiredo Melo, 25, doou sangue pela primeira vez hoje.

Mônica doou pela primeira vez

“A mãe de uma amiga minha está precisando do meu tipo de sangue que é o O negativo (O-) que é muito raro, então resolvi doar”, informa Mônica. Para ela, doar sangue ajuda muito as pessoas. “O processo foi muito rápido. Acho que fiquei aqui apenas dois minutos. Não dói nada e eu pretendo voltar”, finaliza. 

O Hemose está localizado à Avenida Tancredo Neves s/n, ao lado do Hospital Governador João Alves Filho, no bairro América.

Por Sheyla Pina

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais