História de Santana do São Francisco será contada em livro

0
Autor Roberto Cruz (Foto: Ascom/Segrase)

A Editora Diário Oficial de Sergipe – Edise, traz uma nova publicação ‘Santana do São Francisco seu povo e seu território’. A autoria é do professor e artesão Roberto Batista Cruz que também é fundador da Academia de Letras e Artes de Neópolis.

O livro será lançado quinta-feira, dia 4, das 19h às 21h, na rua da Estrada (ao lado da Casa Paroquial), em Santana do São Francisco, distante 117 quilômetros da capital sergipana. O evento seguirá todas as normas de segurança sanitária.

A obra apresenta para o leitor uma experiência de viagem literária pelo município abordando os aspectos históricos, o cotidiano e personagens que são importantes para a construção da cidade. Além disso, conta com desdobramentos históricos dos povoados, que também apresentam detalhes sobre o território e as pessoas que fizeram parte do lugar.
A publicação é um verdadeiro apanhado de contexto histórico que pode ajudar pesquisadores, estudantes e curiosos que se interessam pela trajetória da cidade. “Tenho absoluta convicção de que realizei um trabalho que transcenderá gerações e por isso sinto-me realizado por alcançar meu objetivo, que foi fazer o primeiro registro histórico consistente de nosso município”, relata Roberto Cruz.

O processo de desenvolvimento iniciou-se por meio de pesquisas com fontes orais e materiais. As informações foram encontradas nos arquivos públicos que o autor Roberto Cruz buscou, resgatou e evidenciou a relevante memória do povo santanense. Ele procurou preservar as raízes da cidade e a identidade que ficará como um legado na história desse município sergipano. Apesar de ter conseguido reunir as informações, nem tudo foram flores ao desenvolver a pesquisa para a construção do livro. “As informações eram escassas e imprecisas, mas persisti na busca por dados verdadeiros”, relembra.

Para a construção do texto publicação, desde as pesquisas até a materialização, foram cerca de oito anos. As informações apuradas resultaram em duas publicações. A primeira é ‘Carrapicho X Santana’ e, a segunda é este que foi intitulado como ‘Santana do São Francisco seu povo e seu território’, no qual deu continuidade e finalização.
Segundo Roberto Cruz, a parte mais interessante da produção foi o aspecto histórico do povoado Carrapicho. “Pelo motivo de ter uma vida socioeconômica baseada no artesanato em barro. Além da genealogia do senhor Pedro Gomes da Silva Colonizador português e família, assim com a genealogia da família Aprígio”, detalha.

Presidente da Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe – Segrase, Francisco de Assis Dantas

Para o presidente da Empresa de Serviços Gráficos de Sergipe – Segrase, Francisco de Assis Dantas, este é mais um título com a chancela da Edise que fará a diferença na história de Sergipe. “Nosso Estado é um território com muitas narrativas e elas precisam ser contadas. A Edise cumpre o papel de disseminar a cultura e a história do povo sergipano”.

Esta nova publicação da Edise além de levar o leitor para um passeio pela cidade, também é possível fazer uma viagem regressiva no tempo e apreciar as imagens que contém elementos históricos que construíram a cidade de Santana do São Francisco. Além disso, apresenta acessibilidade, com descrição visual das fotografias que complementam a parte escrita. Com isso, o texto faz com que as pessoas tenham uma experiência mais completa ao ler a obra.

Fonte: Ascom/Segrase

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais