Hoje é o Dia do Folclore – Confira as programações

0

Reisado
Hoje, 22 de agosto, é lembrado como o Dia do Folclore. A data foi instituída em 1965, pelo presidente Castelo Branco, mas o termo e seu significado datam da metade do século XIX.

 

A palavra folclore foi criada por William John Thoms (1803-1885), um pesquisador da cultura européia que em 22 de agosto de 1846 publicou um artigo intitulado “Folk-lore”. No Brasil, com a reforma ortográfica de 1934, foi eliminada a letra k e a palavra perdeu também o hífen.

 

Em Sergipe, a expressão desta palavra está presente nas dezenas de grupos folclóricos que preservam as tradições das danças e folguedos. Apesar de ricos em termos culturais esses grupos carecem de incentivos e

Integrante do São Gonçalo
geralmente neste dia do Folclore um ou outro se apresenta em algum evento. “É uma pena que só se lembre o Folclore um único dia do ano. Passados o dias, os grupos continuam abandonados”, lamenta o pesquisador Luiz Antonio Barreto.

Incentivos

 

O Governo do Estado este ano, não concentrou a programação em um determinado local, como acontecia nos anos anteriores na Praça Fausto Cardoso. A programação para celebrar o Dia do Folclore, segundo o secretário de Cultura do Estado, Luiz Alberto dos Santos, acontece durante todo o mês de agosto em diferentes órgãos da Cultura. O incentivo aos grupos, explica Luiz Alberto, foi dado através dos municípios.

 

“O foco esse ano foi em cada município no interior do Estado, não estamos concentrando nenhuma programação especial em Aracaju. O gosto pelas coisas do povo tem que começar com esse grupos em suas próprias cidades. As escolas, por exemplo, foram orientadas para olharem para as manifestações folclóricas próximas da realidade delas”, explicou o secretário.  

 

Confira a programação na capital:

Biblioteca

 

Na biblioteca Clodomir Silva, localizada na Rua Santa Catarina, 314, bairro Siqueira Campos, a programação cultural tem início ás 9h com o projeto a ‘Hora do Conto’ com cordelistas. Às 14h haverá apresentação do grupo de dança do CAPS Vida. O cordelista Gilmar Santana profere palestra às 19h com o tema ‘Literatura de Cordel: a cultura de um povo’, seguida de declamação de cordel. Dentro da programação haverá também oficina de artesanato hippie e de literatura de cordel.

Sesc

 

Nas unidades do Sesc a programação teve inicio no dia 14 e prossegue até o dia 27 com diversas atividades e uma rica exposição na unidade do Sesc Centro. Para celebrar o dia de hoje, será encenado no Sesc Comércio a partir das 12h30 o espetáculo “COMO NASCE UM CABRA DA PESTE”, da Cia. Ponto de Teatro.

 

Centro de Criatividade

 

Está em cartaz na sala de Cultura Popular do Centro de Criatividade  a exposição intitulada “Agosto para Todos”. Amostra traz personagens que representam a maioria dos grupos folclóricos existentes nos diversos municípios sergipanos, além de fotos e documentos que resgatam costumes e tradições.

 

Nesta quarta-feira, 22, às 16 horas, na Concha Acústica do Centro, se apresenta a Banda de Música Sagrado Coração de Jesus, da cidade de Laranjeiras. A programação de ‘Agosto para Todos’ será encerrada no dia 31 de agosto, às 16h, com uma feira diversificada onde o visitante terá oportunidade de saborear comidas típicas, prestigiar o desfile da grife Batickaju, shows artísticos com artistas populares, apresentações de grupos folclóricos e conferir o resultados das oficinas realizadas este mês.

 

Aperipê TV

Para comemorar o Dia do Folclore a Aperipê TV preparou uma série especial de programas que vai ao ar nesta quarta-feira, 22. Batizada de Viva Folclore, a atração consiste numa série de vinhetas que abordam algumas das mais populares danças, ritmos e folguedos da nossa cultura. Durante cada um dos episódios – que têm duração de um a dois minutos e são espalhados por toda a programação da emissora – uma manifestação é levada ao ar.

Na série diversos pesquisadores do nosso folclore irão explicar a origem e significado de cada uma das expressões populares exibidas. Entre eles estão Aglaé Alencar, Augusto Barreto, Tácito Lima, Maria Aurelina Santos e Verônica Nunes.

Nesta semana, os programas abordarão o Lambe-Sujo, o Reizado, a Carvalhada, o Batalhão e o Pastoril. A série prossegue até o fim do mês.


Exposição

 

As nuances e singularidades da cultura sergipana são temas da exposição `Folclore Sergipano: entre cores e fitas´, da pesquisadora e fotógrafa Janaína Couvo, que está em cartaz no Mirante da Praia 13 de Julho, até o dia 31 de agosto. A mostra traz 27 fotografias que fazem parte de um trabalho de pesquisa que a fotógrafa desenvolve há dez anos junto aos grupos folclóricos da capital e do interior de Sergipe.

Comentários