II Fórum Popular de Cultura pretende capacitar agentes culturais

0

Acontecerá esse sábado e domingo, 5 e 6, no espaço Sebrae o II Fórum Popular de Cultura. O evento é uma iniciativa da ONG Ação Cultural, e pretende reunir e capacitar agentes que desenvolvem atividades culturais envolvendo adolescentes e jovens de áreas periféricas. Os ativistas culturais e educadores José Cleto e João Simão, que desenvolvem um trabalho social-educativo cidade do Recife, estarão aqui para promover uma oficina e uma palestra.

                      

Na programação do evento está prevista a oficina “Cuidando da Vida na Escola” com João Simão, que hoje já esgotou suas inscrições. Ainda restam vagas para as palestras, que acontecerão no sábado, das 14h às 18h com Virginia Lúcia e Jussara Rosa, profissionais que trabalham com programas socioculturais em nosso Estado, e no domingo com José Cleto e João Simão, das 8h às 12h.

 

O 2º Fórum é a continuação do evento do mesmo nome que reuniu no mês de julho de 2005, em Aracaju, 70 agentes que desenvolvem atividades culturais. Nessa ocasião oi discutida a necessidade de preparar pessoas competentes para  trabalhar com cultura junto a crianças e jovens e a inclusão de mais  jovens  nas ações culturais com o apoio da sociedade. Diante disso ficou definido que o fórum 2006 buscará contribuir para capacitar 150 agentes  multiplicadores quanto aos aspectos de metodologia do trabalho
social-educativo com a utilização da arte.

 

A participação no evento dará direito a certificado e os interessados deverão fazer a inscrição, de preferência através da internet, acessando o blog: http://acaocultural.blig.ig.com.br.

 

A Ong Ação Cultural foi fundada em Aracaju no ano de 2004, e tem como missão institucional criar condições para que crianças e jovens possam desenvolver plenamente o seu potencial como  pessoas utilizando programas culturais com conscientização cidadã. A ong tem o patrocínio da Coordenadoria Ecumênica de Serviço (CESE), agência de solidariedade que atua junto aos setores mais marginalizados da sociedade brasileira, o apoio cultural do SEBRAE e a colaboração de diversos voluntários.

Comentários