Imbuaça apresenta “A Hora da Estrela”, de Clarice Lispector

0

O dramaturgo Manoel Cerqueira
O Grupo Imbuaça e o Núcleo de Teatro Mané Preto apresentam todas as quintas, sextas e sábados do mês de novembro a peça ‘A Hora da Estrela’, baseada em livro da escritora Clarice Lispector. A obra trata da vida de Macabéa, uma alagoana simples que migra para o Rio de Janeiro. Além da temática sobre migrações, a obra foca, principalmente, no papel do escritor na sociedade moderna.

Seleção da obra

O dramaturgo e assistente de direção Manoel Cerqueira afirma que foi realizada uma adaptação na história escrita por Clarice, ou seja, não há transcrição literal e algumas alterações foram feitas. Além disso, o espetáculo utiliza da estética circense, segundo desejo do dramaturgo e do diretor, Iradilson Bispo.

O elenco do espetáculo “A Hora da Estrela”
Os motivos para tais mudanças, de acordo com o dramaturgo, são vários: além de atingir ao público jovem – a obra faz parte da lista de obras literárias selecionadas pela Universidade Federal de Sergipe para o PSS 2009 – a caracterização circense tira a densidade do texto, dando um toque de leveza.

O dramaturgo afirma que a escolha pelo circo veio da memória afetiva dele e do diretor. “O circo nos lembra nossas infâncias no interior sergipano. Essa tradição está perdida atualmente, mesmo sendo um elemento importante para a nossa tradição por resgatar o lúdico, o alegre”, afirma Manoel.

Escolha da obra

Quando questionado sobre a razão de ter escolhido Lispector, Manoel é enfático: “Por que ela é a perfeição literária”, afirma. “Sempre desejei adaptar a Clarice. Além de ser um desejo meu, é do diretor também. A grandeza da obra dela me fascina. É um texto popular, ao tratar de coisas simples, porém a riqueza literária e lingüística transcende”, diz Manoel.

A metalinguagem do texto de Lispector também é enfatizada no espetáculo. “Não tratamos apenas da história de Macabéa, pois este é apenas um ângulo da trama. No livro, Lispector trata freqüentemente sobre a função social do texto e da literatura. Na adaptação, buscamos representar a personagem da Clarice através de coisas ditas no livro, além de frases que tangem outras obras da autora, como à ‘Paixão Segundo G.H’. ”, afirma.

A caracterização circence é destaque no espetáculo
Manoel acredita que esta é a maneira de prestar uma homenagem à escritora e ao seu valor para a Literatura Brasileira. “Sua perfeição literária pode surgir como uma dificuldade para adaptação. No texto de Clarice, nada é excessivo, nada é gratuito. A peça é realizada através da possibilidade da adaptação”, declara Manoel.

Espetáculo

O espetáculo ‘A Hora da Estrela’, adaptado da obra de Clarice Lispector, acontece de quinta à sábado, às 20h30, na Rua Muribeca, nº 4, no Bairro Santo Antônio. Os ingressos custam R$10 (inteira) e R$ 5 (meia-entrada). Mais informações pelo telefone (0xx79) 3215-3064.

Por Domingos Lessa e Carla Sousa

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais