Inscrições do Cine Mais Cultura podem ser realizadas

0

A visita do ministro da cultura, Juca Ferreira, a São Cristóvão, no dia 22 de junho deste ano, firmou diversos convênios entre o Governo do Estado e Governo Federal. Entre os convênios firmados estão os investimentos do programa Mais Cultura, que engloba diversas ações, entre elas o Cine Mais Cultura, que visa distribuir equipamentos de audiovisual de projeção digital, para descentralizar o cinema sergipano dos grandes centros comerciais. A boa notícia é que o edital já está disponível no site  para os interessados em implantar o projeto em seus municípios.

Com a concentração de salas comerciais de cinema em apenas 8% do território nacional e a quantidade muito reduzida de obras audiovisuais brasileiras na TV, a maioria dos filmes produzidos no país permanece inédita para grande parte de sua população. Por esse motivo, o Ministério da Cultura, norteado por demandas apresentadas em diálogos com a sociedade civil sob orientação do Programa Mais Cultura, promove a ação Cine Mais Cultura.

A iniciativa acontece através de editais e parcerias diretas, disponibilizando equipamento audiovisual de projeção digital, obras brasileiras do catálogo da Programadora Brasil, e oficina de capacitação cineclubista, atendendo prioritariamente periferias de grandes centros urbanos e municípios, de acordo com os indicadores utilizados pelo Programa Territórios da Cidadania.
Em Sergipe, a Secult adotou essa ação e serão disponibilizados 24 Kits Cine Mais Cultura, implantados em 24 pontos do projeto, em municípios que participarão de seleção através de edital. Os contemplados receberão um kit com câmera digital, aparelho de DVD, projetor, telão, rack e centenas de filmes brasileiros para exibições semanais.

A secretária de Estado da Cultura, Eloisa Galdino, explica a importância de o estado receber um projeto como esse. “A exibição de filmes concentra-se somente em salas de cinema da capital, uma vez que os outros municípios do estado ainda carecem desses espaços. Essa iniciativa democratiza o acesso à produção audivisual onde nunca existiu uma sala de exibição, a exemplo de vários municípios do nosso estado, levando produções sergipanas, nacionais e até internacionais, para uma parcela ainda maior da população. Além disso, o projeto visa dar o primeiro grande passo para o estímulo à formação de uma cadeia produtiva da área.  Isso é democratização da cultura.”, afirmou. 
 
Além de contribuir para a formação de plateias e o fomento do pensamento crítico, tendo como principal base obras audiovisuais brasileiras, o Cine Mais Cultura inaugura o Circuito Brasil, primeiro banco de dados habilitado a contabilizar o público do circuito não-comercial do país, capaz de emitir relatórios por filme, por unidade da federação, entre outros recortes.

Para se inscrever no edital, os interessados devem ser pessoas jurídicas nacionais privadas, sem fins lucrativos, voltadas para os objetivos do “PROGRAMA MAIS CULTURA”  e conforme dispostos no regulamento. As inscrições podem ser feitas até o dia 23/08/10, e os documentos devem ser devidamente enviados à Secult.

Para ler o edital completo, acesse.

Comentários