Jovens da Fundação Renascer lançam CD

0

Foto: Edinah Mary
Tornar os jovens protagonistas de sua própria história. É partindo deste principio que a Fundação Renascer dá mais um passo importante de que diz respeito à aplicação das medidas socioeducativas. Na próxima terça-feira, 22, às 16h, a Fundação faz o pré-lançamento de um CD de Hip Hop, totalmente produzido por jovens atendidos pela instituição. O evento está dentro da agenda de comemorações pelos 18 anos do Estatuto da Criança e do adolescente (ECA).

O disco, que leva o nome de “InterNação”, foi realizado a partir da iniciativa dos próprios adolescentes que participam de uma oficina de Hip Hop realizada pela Fundação. Essa oficina é parte integrante do “Projeto Semear”, desenvolvido na Renascer e que engloba também a capacitação de jovens, a exemplo das oficinas de pintura e textura, pintura automotiva, higiene e beleza, entre outras.

CD

A idéia de gravar um CD surgiu no ano passado e se materializou devido a um convênio da Fundação Renascer com a Secretaria de Estado da Inclusão, Assistência e do Desenvolvimento Social (Seides). Com tiragem inicial de 500 cópias para divulgação e comercialização, o CD é totalmente composto por músicas dos próprios adolescentes, que ainda participaram de todo o processo de criação, desde a escolha de figurino, até a arte que ilustra a capa. Além das músicas o CD ainda traz trechos do ECA, histórias e interação com os técnicos.

“Há uma expectativa muito grande, não só da parte deles, mas das famílias que já estão mobilizadas. Nós estamos procurando através da música e outras formas de arte chegar até esse adolescente. Isso está elevando a auto-estima e dando esperança a eles”, destacou a presidente da Fundação Renascer, Maria José Batista.

Ainda segundo a presidente da Renascer, ações como essas são importantes para o trabalho de desmistificação da violência que é atribuída a esses jovens. “Quando você conversa com esse jovem, vê as expectativas dele, percebe que é um jovem normal, que teve poucas oportunidades. São jovens que passaram por situações de vulnerabilidade de risco, alguns ainda estão passando e com esse CD podem transmitir a suas experiências e dar o seu recado”, completou Maria José.

Com informações da Seides

Comentários