Jubileu de 60 anos da Legião de Maria acontece no próximo domingo, 7

0
O evento acontecerá no próximo dia 7 de julho, no Ginásio Ribeirão, em Lagarto (Foto: ascom Legião de Maria)

A Legião de Maria está preparando um grande momento celebrativo para comemorar os 60 anos de missão em terras sergipanas. O evento acontecerá no próximo dia 7 de julho, no Ginásio Ribeirão, em Lagarto, interior do estado. Santa Missa, adoração e show católico estão na programação que começará às 8h.

Para a presidente da Régia Mãe da Divina Graça, conselho superior do movimento no estado, esta é uma grande oportunidade para o encontro dos milhares de legionários espalhados em Sergipe e em todo o país. “Já estamos ansiosos para receber os irmãos legionários que virão dos diversos municípios do nosso estado, bem como de vários estados vizinhos. Ao longo desses 60 anos a Legião de Maria se manteve fiel na missão de evangelizar. Diante das dificuldades, a Legião se manteve firme, porque a Legião é de Maria, Ela marcha conosco. Fidelidade na obra de Maria e da Igreja é o que celebramos”, exaltou Lícia Violeta, legionária há mais de 30 anos.

Programação

08h – Chegada/Acolhida

08h45 – Orações iniciais e terço – Pe. Adeilson Carlos

09h10 – Cerimônia de abertura/ Coroação da Imagem de N. Senhora das Graças/ Adoração

10h – Santa Missa – Presidida  pelo Arcebispo Dom João Costa

12h – Almoço

13h30 – Retorno para as atividades da tarde

14h – Show com a Banda Sejule

15h – Reflexão – Dom Giovanni Crippa

16h – Solenidade de encerramento

História 

A Legião de Maria foi fundada em Dublin na Irlanda, no dia 7 de setembro de 1921, véspera da Natividade de Nossa Senhora e, por iniciativa de Frank Duff. De forma simples, o movimento se inicia com a invocação do Espírito Santo, rezam o Terço e visita dois a dois, tal como os Apóstolos, aos doentes hospitalizados. Exprimem também o desejo de se reencontrar todas as semanas.

Em Sergipe, o movimento começou por volta de 1959 em Aracaju, sendo a Paróquia São Pio X a primeira a ser visitada pelas irmãs Yolanda Ribeiro, do Rio de Janeiro e Julina Almeida, de Salvador. Passaram também pelas paróquias: São José, Catedral e Nossa Senhora de Lourdes que, desde aquela época, mantém até hoje o movimento em atividade.

Fonte: ascom Legião de Maria

Comentários