Juizado da Infância fiscaliza no Pré-Caju

0

De acordo com o chefe de fiscalização do Juizado da Infância e da Juventude, Redival Alcântara, na segunda noite do Pré-Caju tudo ocorreu bem. Foram poucos os casos de crianças perdidas. Somente uma, natural da cidade de Propriá, que não encontrou seus responsáveis foi encaminhada para o abrigo de menores. Com relação a venda de bebidas alcoólicas a menores de 18 anos, os donos de bares foram advertidos para não cometerem esse delito. “Primeiro a gente adverte para mais tarde, caso repita a ação, tomar uma medida mais rigorosa”, adverte. Embora o juizado também tenha fiscalizado crianças menores de idade catando latinhas, ainda é possível vermos alguns ao longo do percurso da festa.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais