Juizado de olho em adolescentes que exageraram no álcool

0

O juiz da Infância e da Juventude, Ricardo Múcio, solicitou ao Serviço de Atendimento Móvel de Urgência – Samu – um relatório dos atendimentos realizados durante o Pré-Caju. A finalidade é verificar o alto índice de embriaguez entre adolescentes, observado durante os quatro dias da prévia, e convocar pais para prestarem esclarecimentos, a fim de que sejam abertos processos administrativos responsabilizando os genitores pelos casos. Segundo o juiz, o artigo 129 do Estatuto da Criança e do Adolescente especifica medidas aplicáveis aos pais que estiverem omissos com relação aos filhos. Além do procedimento administrativo, pais e adolescentes poderão ser encaminhados para acompanhamento profissional e avaliação de cada caso.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais