Juventude: a arte como transformação

0
O grupo de teatro do Colégio Costa e Silva (Fotos: Portal Infonet)

Na manhã desta quinta-feira, 15, foi iniciada a II Conferência Municipal de Políticas Públicas da Juventude, o evento reuniu centenas de adolescentes na quadra de Esportes da Praça da Juventude, localizada no conjunto Augusto Franco.

De acordo com a Coordenadoria Municipal de Juventude o objetivo do evento é reunir a juventude para discutir propostas de inclusão dos jovens na sociedade a partir de âmbitos como educação, saúde, moradia e trabalho.

Um dos momentos de bastante emoção com a apresentação do grupo de teatro de alunos do Colégio Costa e Silva que com os rostos pintados encenaram o espetáculo Fases da Vida. Segundo o ator, autor e diretor do grupo, Joas Ribeiro, conhecido como Salsão, a encenação tem como objetivo mostrar através da expressão facial as fases da vida ressaltando sentimentos como alegria, raiva, medo, angústia e tristeza.

Jovens aprovaram as discussões da conferência

“É importante que outras escolas também passem a levar para os alunos a arte como elemento de transformação. As escolas fazem um trabalho de levar os esportes para os alunos, mas as artes ainda não são incentivadas e é importante que isso seja feito porque oferece uma opção para que os estudantes também escolham seguir a profissão de uma forma profissional”, diz o diretor que elogia o comprometimento e o desempenho das alunas do Costa e Silva, onde atua como voluntário.

“Essas adolescentes têm muito talento, treinaram de uma forma séria e fizeram um bonito trabalho. Tem uma aluna que é muito boa e está prestes a ser uma atriz profissional”, reconhece Salsão.

Para a aluna Tawany Mickeline Souza Nascimento o teatro é uma forma de envolver os estudantes em atividades que trabalham as emoções. “Percebo que não é somente o teatro, mas a música e a dança é uma forma de envolver os estudantes e deixar muitos jovens longes das drogas, do álcool e do bullying. Além da fazer parte desse da escola, também faço teatro na Casa Rua da Cultura. Sou apaixonada pela profissão e vou ser uma profissional”, diz Tawany de 15 anos.

O grupo de teatro foi bastante aplaudido pelos alunos

A conferência também inclui debates sobre políticas que viabilizem benefícios para os jovens, e atividades culturais, palestras, apresentação de trabalhos, oficinas, campeonatos, atividades esportivas, além de um show de encerramento.

Por Kátia Susanna

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais