Leila Pinheiro faz shows no Teatro Tobias Barreto

0

Leila Pinheiro durante a coletiva (Fotos: Portal Infonet)
A cantora Leila Pinheiro volta a fazer shows em Aracaju. Convidada pelo projeto MPB Petrobras, ela cantará nesta terça-feira, 12, e na quarta-feira, 13, a partir das 21h, no Teatro Tobias Barreto. Em entrevista coletiva de imprensa no final da tarde desta segunda-feira, 11, Leila Pinheiro falou sobre o início de carreira, a gravação de CDs e DVDs e da temporada de shows pelo país.

Ela contou não ter se arrependido em ter largado o curso de Medicina em Belém do Pará. “Claro que para a minha mãe foi um choque, mas agora não há nenhum arrependimento. Nem eu e nem ela. Venho de uma família de músicos”, ressalta Leila Pinheiro.

“Não sou compositora, sou intérprete”
Os shows no Teatro Tobias Barreto serão feitos com apanhamento do piano. “Eu não estudei piano, a não ser na infância. Toco para que ele me acompanhe e acompanhe quem está cantando comigo. Sou feliz em ter sido convidada para me apresentar no Projeto MPB Petrobras. Farei um apanhado da minha carreira que completa 30 anos no próximo dia 31 de outubro”, destaca.

Intérprete

Leila Pinheiro disse ainda na coletiva, realizada no Hotel Celi, que não compõe. “Não sou compositora. Sou uma intérprete que toca piano em um repertório variado de música popular brasileira, mas nesse meu novo trabalho o foco é para Legião Urbana e Renato Russo”, enfatiza, acrescentando que os seus shows

Intérprete possui 16 CDs e três DVDs gravados
são voltados para todas as idades.

“Meu público é amplo, pois música não tem idade. Não é fechada a faixa etária. Todo mundo ouve e gosta”, diz.

Carreira

Leila Pinheiro nasceu em Belém e iniciou seus estudos de piano aos 10 anos. Aos 20, abandona a faculdade de medicina para se dedicar integralmente à carreira artística. Na sua cidade natal, ela estréia como cantora em outubro de 1980 com o espetáculo “Sinal de Partida”.

Logo após a cantora muda-se para o Rio de Janeiro e em dois meses começa a gravar seu primeiro disco independente intitulado com o seu próprio nome. Dois anos depois, ela lançou disco com participações especias de Tom Jobim, João Donato e Ivan Lins.

A intérprete tem 16 CDs gravados e três DVDs. De Aracaju, ela vai para o Rio de Janeiro, Belém, São Paulo.

Projeto

O Projeto MPB Petrobras traz mais um espetáculo para a cena cultural do Brasil e reafirma a oportunidade de conferir uma programação cultural de qualidade. Com o patrocínio da Petrobras e o apoio da Lei de Incentivo à Cultura – Ministério da Cultura, o projeto apresenta nesta terça e quarta-feiras, os cantores Leila Pinheiro e Naná Escalabre, líder da Banda Alapada faz temporada solo com um projeto que partiu da sua vontade de criar novas possibilidades de expansão da música pop.

Por Aldaci de Souza

Comentários