Maracangáia

0

Uma das mais famosas e premiadas quadrilhas de Sergipe foi criada por amigos

 

A quadrilha, que nasceu de uma brincadeira amigos da rua Tatiana Castro, no bairro Grageru, em 1983, hoje tem 56 componentes e inúmeros prêmios no currrículo. “Improvisamos um ensaio no meio da rua e gostamos. Lá pela terceira semana, inventamos de invadir um terreno baldio, de propriedade do IPES, na mesma rua, e construímos um arraial todo de palha, daí surgiu Maracangaia, em menção à música ‘Eu vou pra Maracangalha, eu vou…”, lembra Elton Coelho, secretário geral da quadrilha. A primeira apresentação foi no próprio arraial, no dia 12 de junho, dia dos namorados.

 

Hoje, a quadrilha faz uma média de 65 apresentações por ano, sendo pico maior no mês de junho, atingindo duas por dia. Além de Sergipe, as apresentações ocorrem na Bahia, Pernambuco, Rio Grande do Norte, Rio de Janeiro e Paraíba. O custo da quadrilha varia de R$ 12 mil a R$ 23 mil. Hoje, sobrevive de parcerias com empresas, mas nem sempre foi assim. Eram feitos pedágios, bingos e rifas. Elton Coelho avisa que, este ano, as roupas dos componentes deve chamar a atenção, “em função do compromisso com a tradição”.

 

Prêmios – A Maracangáia é hexa-campeã do concurso de quadrilhas juninas do Centro de
Criatividade. No ano passado, em Natal, conquistou o Concurso Regional Norte-Nordeste de Quadrilhas da Rede Globo. Também foram convidados pela cantora Elba Ramalho para subirem ao palco do Forró Caju. Mas primeiros, segundos, terceiros lugares nos mais diversos concurso são incontáveis. É indiscutível o sucesso da Maracangáia. “Da nossa parte, esperamos repetir o êxito do ano passado. Vamos continuar optando pela manutenção e compromisso com a tradição, sendo uma quadrilha bastante original. Esperamos representar bem Sergipe em vários estados, seja por convite, seja por concurso”, promete Elton.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais