Morre o músico João Melo

0

João Melo foi peça importante na música popular brasileira / Foto:Arquivo Serigy Site
Faleceu na tarde desta terça-feira, 5, aos 88 anos, o músico sergipano João Melo. Ele veio a óbito depois de dar entrada no hospital na manhã desta terça, 5. O velório acontece a partir das 17h no velatório Osaf, localizado na rua Itaporanga. O sepultamento será às 9h desta quarta-feira, 6, no cemitério Colina da Saudade.

 

Para o historiador Luiz Antonio Barreto a morte de João Melo empobrece a cultura de Sergipe. “Ele foi o primeiro sergipano a projetar o Estado no cenário nacional como cantor, compositor e violonista e principalmente como produtor musical. Ele teve a oportunidade de lançar e influenciar grandes nomes da MPB”, afirmou.

Histórico

João Melo nasceu em Salvador (BA), em 24 de junho de 1921, mas aos três anos de idade passou a morar com os pais em Boquim (SE). Aos 19 anos ele foi para o Rio de Janeiro, a convite de Sílvio Caldas. Sua primeira apresentação, na Rádio Tupy, no Rio, aconteceu no dia 23 de junho de 1941.

A obra do compositor ganhou o mundo, com músicas gravadas por Sérgio Mendes e outros intérpretes da nova música brasileira. João Mello também fez adaptações para obras infantis. Chegou a trabalhar durante 12 anos na Companhia Brasileira de Discos, que representava os discos da Phillips, Polydor e Fontana.

No final da década de 70, trabalhou como produtor na Som Livre. Foi lá que lançou para o Brasil o alagoano Djavan e também produziu a trilha sonora da primeira novela gravada a cores, “O Bem Amado”. Clique aqui e saiba mais sobre a vida e obra de João Melo.

Comentários