MPB Petrobras traz Jussara Silveira para Aracaju

0

Jussara Silveira (Foto: Sérgio Guerra)

A cantora Jussara Silveira é atração do MPB Petrobras no dia 16 de agosto, no Teatro Tobias Barreto, às 21 horas. No show de abertura o público confere o trabalho de João Liberato e João Omar. Com o patrocínio exclusivo da Petrobras, o projeto completa 15 anos de atividades e mantem em 10 capitais uma programação musical de qualidade a preços populares: R$ 20,00 (inteira) e R$ 10,00 (meia). O MPB Petrobras é uma realização da Caderno 2 Produções Artísticas, com produção local de Mércia Barreto. Toda a renda do show será doada ao GAAC – Grupo de Apoio à Criança com Câncer.

Jussara Silveira apresenta em Aracaju seu novo show baseado nos álbuns Ame Ou Se Mande e Flor Bailarina. Apresentado com sucesso no Rio de Janeiro e em São Paulo durante os últimos meses de 2011, o show chega a Aracaju com repertório formado por “escolhas do coração”. Acostumada a ser acompanhada por cordas de violão, a cantora inova ao trazer para o palco a percussão de Marcelo Costa e o piano de Sacha Amback. Considerada por Gal Costa uma das três melhores cantoras do país, Jussara Silveira ganha depoimento apaixonado de Arnaldo Antunes que a define como uma intérprete de “densidade emocional extrema, que não deságua em dramaticidade”.

João Liberato (Foto: Divulgação)

Com sete CDS gravados – Jussara Silveira (1996), Canções de Caymmi (1998), Jussara (2002), Nobreza (2006), Entre o Amor e o Mar (2006), Ame ou se Mande e Flor Bailarina (2011), e com participações em discos e coletâneas de outros artistas, como Cássia Eller e Batatinha, Jussara vem, cada vez mais, conquistando a admiração e o reconhecimento de público e de crítica.

Já na abertura do show, Jussara apresenta a canção A Voz do Coração, de Celso Fonseca e Ronaldo Bastos. Uma versão do compositor baiano Ariston para a canção Love Or Leave Me também está presente no set list. O repertório ainda contempla canções eleitas pelo público, solicitadas e lembradas em seus shows, mas que ela nunca havia gravado, como a balada-rock Marcianita.

João Omar (Divulgação)

O compositor José Miguel Wisnik, antigo parceiro da artista, também contribui com uma canção inédita – Tenho Dó das Estrelas, poema antológico de Fernando Pessoa musicado por Wisnik. O show ainda brinda a plateia com a première de três músicas do disco Flor Bailarina: os sembas (sambas angolanos) Canta Meu Semba (Paulo Flores) e Lemba (José Manoel Canhanga), além da clássica Calunga, do compositor pernambucano Capiba (1904-1997).

Pelas escolhas de repertório e fidelidade das interpretações ao espírito das músicas, o novo show de Jussara Silveira configura uma autêntica celebração da lusofonia, das mais nobres expressões literárias e musicais de Brasil, Angola e Portugal.

MPB Petrobras

Presente em 10 capitais do país, com preços populares e espaço aberto para a cena local no show de abertura, o projeto promove a democratização da cultura e a formação de plateia para artistas locais e nacionais. São 15 anos de Samba, de Rock, de MPB, de POP, de Jazz, de Reggae, com shows prestigiados por mais de 600.000 pessoas. Com o patrocínio exclusivo da PETROBRAS, a Caderno 2 Produções se orgulha de realizar um projeto contínuo, que dialoga com as mais diversas sonoridades e as mais diversas culturas, e lota os teatros em todas as cidades por onde passa.

Fonte: Assessoria Imprensa Agência Unicom

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais