Nem só de música se faz um bom forró

0

“Eu digo para o povo brasileiro, antes de ir para o estrangeiro visitar outra nação venha cá para o Nordeste, valorize o nosso chão”. Esta foi uma das rimas que Sergival disse entre uma música e outra. Apesar de ser o primeiro show da noite, já é possível ver muita gente acompanhando a apresentação, que traz o legítimo pé-de-serra.

 

Depois de cantar uma música da forrozeira Joésia Ramos, Sergival colocou todo mundo para arrastar o pé no chão. Até quem não sabe dançar não conseguiu ficar parado. E Sergival cumpriu a promessa. No show “Notícias do Nordeste” ele já contou música de Josa e lembrou de Maria Feliciana, que com o “vaqueiro do sertão” fazia apresentações em circos.

 

Sergival acaba de cantar uma música de Erivaldo de Carira e reafirma que está homenageando todos os forrozeiros sergipanos. Enquanto isso, a quantidade de casais dançando abraçadinhos continua crescendo. As pessoas não param de chegar ao Forró Caju, que promete uma noite muito divertida e tranqüila.

 

No palco, a Companhia Mafuá ensaia passos de quadrilha e muda de figurino. Do mais autêntico traje junino às roupas que lembram o bando de Lampião. A Companhia sempre acompanha os shows de Sergival. Agora, eles começam a tocar e dançar o bom e velho xaxado. Além deles, o bailarino César Leite marcará presença, daqui a pouco, com sua boneca Genoveva.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais