Nos bastidores do palco

0

Com um montante de equipamentos de som que chegam a 140 mil watts, distribuídos em sete PA´s(as caixas de som) nas áreas do palco Luiz Gonzaga, todo sistema de sonorização do palco é monitorado por quatro mesas de 48 canais. Os profissionais envolvidos na sonorização totalizam doze pessoas, dentre elas, quatro técnicos, que são os responsáveis pela parte operacional e das ligações de áudio; e oito auxiliares que ficam na parte de montagem de equipamentos no palco. Para o técnico Clóvis Barbosa, que trabalha há 12 anos com sonorização é com bastante dedicação que se envolve no que faz. “Quando comecei a trabalhar com som foi em discotecas. Mas foi na década de 90 que eu decidi trabalhar com som profissional. Pra mim é um orgulho fazer o que gosto!”, explica. Já é o terceiro ano que Clóvis trabalha nos bastidores do Forró Caju, e pra ele é um prazer. “Eu já me adaptei ao local, além do mais, trabalhar para boa qualidade dos shows é gratificante, quando se fala em realização de um sonho”, finaliza. Pra quem pensa que as pessoas que ficam atrás do palco, nos bastidores, não fazem nada estão enganados!, pois eles têm grande responsabilidade na transmissão dos shows para o público.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais