O erudito e o popular num mesmo palco

0

Os artistas conversaram com a equipe do Portal InfoNet antes da apresentação
Triângulos e zabumbas, violinos, flautas e outros instrumentos musicais clássicos compuseram o encontro de ritmos do concerto junino “Isso é Lá com Santo Antônio”, realizado hoje à noite, em comemoração ao santo casamenteiro. O evento, que aconteceu no Teatro Tobias Barreto, reuniu amantes da música erudita e apreciadores da música popular nordestina. No comando estavam o músico Antônio Carlos Du Aracaju e o regente da Orquestra Sinfônica de Sergipe, Íon Bressan.

A iniciativa de promover este evento partiu do Governo do Estado de Sergipe, através da Secretaria de Cultura, objetivando levar ao público o conhecimento de arranjos com qualidade numa mescla de ritmos. De acordo com o secretário estadual de Cultura, José Carlos Teixeira, a promoção deste evento foi fruto de um trabalho que vinha sendo discutido desde o ano passado. “Além de homenagear Santo Antônio, devido a data e os arranjos musicais que são pertinentes à música popular, é a primeira vez que acontece em Sergipe a organização de partituras que envolvem conceitos da música junina”, explicou. A apresentação ainda contou com a presença especial da Quadrilha Chapéu de Couro e dos Vaqueiros de Porto da Folha, que deram uma conotação ao evento, transformando o teatro num verdadeiro forródromo.

Forrozeriro e Orquestra compuseram belas sinfonias
Para o regente do concerto, Íon Bressan, a apresentação foi um momento ímpar não apenas devido a festividade, mas sim pela qualidade dos arranjos. Segundo ele, a música popular é a base de todas as músicas de todos os tempos. “A base da apresentação é divulgar este rico repertório, através da interiorização da cultura”, enfatizou.

O teatro esteve lotado durante todo o evento, e mais, a entrada foi gratuita. Um fato interessante foi a presença de diversos jovens, uma vez que música erudita é normalmente apreciada por pessoas mais maduras. A estudante Monara Nascimento, 21, disse estar vislumbrada com a iniciativa do governo ao promover este evento, pois ela aprecia ambos os estilos. “É muito interessante a proposta, já que envolve ferramentas eruditas voltadas para a música popular. Espero que esse projeto vingue!”, afirmou.

Para as pessoas que não tiveram a oportunidade de assistir, haverá outra apresentação no dia 21, terça-feira, às 16h, na Praça Fausto Cardoso.

Por Autimira Menezes

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais