Oficina online marca novo formato de atividades culturais da Funcap

0
Oficinas onlines serão solução durante período de pandemia (Foto: Funcap)

A pandemia do novo coronavírus demandou uma reinvenção na carreira de muitos profissionais e na área cultural não foi diferente. Para garantir a continuidade de aprendizado dos alunos inscritos nas oficinas de violão, teatro, dança e percussão, desenvolvidas no Complexo Cultural Gonzagão e Centro de Criatividade, o Governo de Sergipe, através da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap), segue dando apoio no fortalecimento das oficinas online produzidas por profissionais da área ligados à Fundação.

“Reinventar-se virou uma regra e a Fundação tem concedido apoio às oficinas virtuais, estimulando atividades culturais dentro de casa. É uma rotina nova que não acompanhou o tempo ideal de transição. O interesse dos alunos e a dedicação dos professores nos deixam muito satisfeitos com o resultado de cada projeto”, afirma o diretor de Cultura da Funcap, Fredson Santana.

De acordo com a professora de Iniciação Teatral, Grazzy Coutinho, houve uma preocupação inicial de sua parte, mas a necessidade de uma rápida adaptação teve mais força. “Foi algo muito desafiador, pois fiquei procurando formas de como passar o conteúdo com a mesma qualidade e mantendo a atenção deles. Iniciei o trabalho orientando sobre contexto histórico, parte teórica e a realidade do segmento artístico no Brasil. O projeto evoluiu tão bem que estamos agora promovendo uma gincana teatral online e que teve uma receptividade bastante positiva. Os alunos fazem fotos reproduzindo peças e obras de artistas brasileiros. É fantástico”, ressalta Grazzy.

A aluna Aline Brito comenta a diferença entre o modo presencial e o virtual. “Antes da pandemia nós éramos desafiados mentalmente e na parte física, baseado no trabalho corporal. O modo online é diferente, todavia não deixa de ser interessante. Dar atenção ao método teórico foi a alternativa mediante as condições de isolamento social e acredito que, conhecimento é sempre válido”, enaltece.

Autonomia, expressão e consciência corporal. Estes foram os principais resultados que Geneluça Cruz, mãe de uma aluna, tem observado. “É nítida a evolução dela quando se fala de autonomia e expressividade. Como também, um maior interesse pela leitura. Estou muito satisfeita com o entusiasmo de minha filha nas atividades”, concluiu.

Fonte: Funcap

Comentários