Orquestra Sinfônica começa nova temporada dia 16

0

Assim como em 2010, Orquestra também trará convidados (Foto: Marcelle Cristinne/Secult)
O mês de março está começando e as novidades na cultura sergipana só aumentam. A boa notícia da vez é a nova temporada da Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE), que inicia a sua série de concertos de 2011 no próximo dia 16, na Igreja São José, em Aracaju, e promete emocionar e surpreender ainda mais o público sergipano.

Muitas surpresas virão nesta quinta temporada anual da Orquestra Sinfônica. Assim com em 2010, a ORSSE trará no novo ano, grandes convidados para abrilhantar seus concertos, além, é claro, de preparar avidamente seus músicos para todas as apresentações.

O maestro Guilherme Mannis, por sua vez, que está há mais de quatro anos a frente da ORSSE, analisa a temporada de 2011 como uma das mais promissoras para a Orquestra, pois o grupo irá continuar com um atuante trabalho por todo o Estado, além de trazer nomes importantes do cenário mundial para suas apresentações. “Esta será uma temporada variada, para um público cada vez mais consolidado e entusiasmado com as produções. Assim se desenvolve a ORSSE, com a cara de um Estado que cresce não só financeiramente, mas repleto de cultura e grandes espetáculos”, ressaltou o maestro.

Entre os convidados que encantarão os sergipanos estão importantes solistas do cenário nacional. Seguindo a tendência da apresentação de peças vocais, a ORSSE contará com a participação, do Coro Sinfônico e de cantores consagrados nos palcos brasileiros.  Entre as peças que serão executadas destacam-se a ópera “La Bohème”, em forma de concerto, de Puccini e o oratório “O Messias”, de Händel.

Grandes solistas também passarão pelo palco do Teatro Tobias Barreto, como o violinista Daniel Guedes, já conhecido do público sergipano e com o qual a ORSSE realizou, em julho de 2010, o importante concerto no Festival de Inverno de Campos do Jordão. Além disso, os pianistas Jean Louis Steuerman, Eduardo Monteiro e Amaral Vieira e o violonista uruguaio Mário Ulloa, também prometem encantar o público com sua música. Grandes maestros também acompanharão a ORSSE, entre eles destacam-se o italiano Francesco La Vecchia, especialista na apresentação de Rossini, e o americano David Händel, que interpretará, junto à ORSSE, o Quadro Sinfônico da Suíte Porgy and Bess.

A união entre música erudita e popular também terá vez na nova série de concertos. O pianista e compositor paulista, André Mehmari, atuante no cenário da MPB brasileira, realizará um concerto especial, com composições de sua autoria. A ele foi encomendada também uma peça especial para a ORSSE, cujo teor será uma leitura composicional sobre o Estado de Sergipe e suas tradições musicais. Haverá ainda a participação do guitarrista jazzístico John Pizzarelli, para a realização de um show com a ORSSE, no mês de abril, que contará tamém com a cantora brasileira Patty Ascher. No repertório, além de jazz, MPB e Bossa Nova.

Aperfeiçoamento

A música de câmara, sempre importante para o aprimoramento do profissional de música clássica também terá vez na temporada 2011. Serão concertos intimistas realizados na Biblioteca Pública Epifânio Dória e no Palácio Museu Olímpio Campos, através do projeto ‘Terças Musicais’.

As últimas terças-feiras de cada mês serão conhecidas pelo público como um dia de contemplar e apreciar a boa música, através de concertos de duos, trios, quartetos e quintetos de músicos da ORSSE. O repertório, variado, abordará vários períodos e estilos: do barroco ao contemporâneo, passando também pela música brasileira.

Com informações da Secult

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais