Orquestra Sinfônica de Sergipe apresenta Temporada 2012

0

(Foto: Fabiana Costa/Secult)

Os amantes da música clássica no Estado podem comemorar. A Orquestra Sinfônica de Sergipe já tem data para estrear a Temporada 2012 e voltar a encantar os sergipanos e turistas com apresentações surpreendentes e um repertório digno das maiores orquestras do país. Coordenada pela Secretaria de Estado da Cultura (Secult) e patrocinada pelo Banese, a ORSSE estreia em 2012 sua sexta temporada anual no dia 7 de março, fazendo com que a orquestra sergipana marque presença entre os mais importantes grupos sinfônicos do país.

Segundo a secretária de Estado da Cultura, Eloísa Galdino, a ORSSE é um importante patrimônio da Cultura sergipana que atua maciçamente para mostrar que o nordeste brasileiro possui grupos de qualidade na música clássica. “Sem dúvidas 2012 será mais um ano brilhante para a nossa orquestra. Até hoje temos desenvolvido um trabalho significativo em prol da formação de plateia e de um público que admire e reconheça o valor que este grupo tem”, acentua a secretária.

O primeiro concerto no Teatro Tobias Barreto a ser realizado no dia 07 de março, será uma homenagem ao aniversário da cidade de Aracaju e já traz uma das grandes atrações da Temporada: o pianista Wagner Tiso. Ele retorna aos palcos sergipanos para apresentar, juntamente com a ORSSE, para apresentar sucessos de sua produção, como as peças ‘Fantasia’, ‘Choros 10’, ‘Olinda Guanabara’ e ‘Frevo’.

Segundo o diretor artístico e regente titular da ORSSE, Guilherme Mannis, Wagner é o primeiro entre diversos grandes solistas e maestros convidados, que abrilhantarão ainda mais os concertos. “Mais uma vez a sociedade sergipana tem ao seu dispor uma temporada de altíssimo nível, com a presença de grandes intérpretes. Sem dúvidas, cada concerto será um momento marcante”, frisa.

Além da apresentação que contará com a presença de Wagner Tiso, outros grandes concertos marcarão a temporada deste ano. Entre elas estão a Ópera Tosca de Puccini em concerto e o Oratório de Natal de Johann Sebastian Bach, que será realizado de forma inédita em Sergipe, com a presença dos Coros Sinfônico e Infantil. Vale lembrar que grandes cantores do cenário nacional,

como Daniella Carvalho, Edna de Oliveira, Carolina Faria, Richard Bauer, André Vidal, Sebastião Teixeira, Saulo Javan, Cláudio Alexandre, participarão destas apresentações.

“Tosca é a segunda ópera de Puccini que vamos executar, e consiste em um verdadeiro marco para nossa produção. Nosso público terá contato com uma das mais famosas óperas já compostas. Já o Oratório de Natal talvez seja uma das peças mais emblemáticas escritas para a festividade natalina, além de ser um grande desafio para o coro, cuja produção vem crescendo ano a ano”, completa o maestro Mannis.

Muitos convidados

Como nos anos anteriores, a ORSSE trará em 2012 grandes convidados para abrilhantar seus concertos, além, é claro, de preparar avidamente seus músicos para todas as apresentações. O convite de grandes instrumentistas será um capítulo a parte na temporada. Além do renomado pianista Ricardo Castro, que visitará o grupo com uma das maiores obras já compostas para piano e orquestra, o Concerto nº2 de Brahms; o grupo receberá a visita de grandes nomes como os violinistas Luiz Filíp e Gabriela Queiroz, o clarinetista Luís Afonso Montanha e os pianistas Sérgio Monteiro, Sylvia Theresa, Manoel Vieira Jr. e Karin Fernandez.

Alguns grupos visitarão a produção da sinfônica, como o grupo de trompas formado para a execução inédita em Sergipe do Konzertstück, de Schumann, e o aclamado quarteto de violões Quarternaglia.

Grandes maestros também serão convidados, garantindo a emoção e um profissionalismo ímpar em cada apresentação.  Além dos maestros Guilherme Mannis e Daniel Nery, residentes da ORSSE, o grupo receberá grandes nomes como Isaac Karabtchevsky (SP), Marcelo de Jesus (SP-AM), Helder Trefzger (ES), Carlos Prazeres (BA-RJ), Nurham Arman (Armênia-Canadá), Francesco La Vecchia (Itália), Piotr Borkowski (Polônia) e Jesus Medina (México). Os diferentes pontos de vista musicais destes artistas trarão aos músicos e ao público sergipano grande diversidade de estilos e interpretações.

O maestro Guilherme Mannis ressalta que a presença de músicos convidados é sempre um capítulo a parte dos concertos da ORSSE. “Estes músicos convidados incentivam nossos músicos a crescer, além disso, o público sempre passa a ter com novas atrações e com ídolos da música clássica nos grandes eixos culturais brasileiros e internacionais, e que trazem muitas ideias, com uma diversidade de estilos e interpretações surpreendente”, observa.

Incentivo à Sergipanidade

Outro ponto que merece destaque na temporada deste ano é o espaço que será dado à música inspirada em Sergipe. Através da peça “Quatro Canções”’, inspirada em poemas de Tobias Barreto, e escritas especialmente para a ORSSE pelo grande compositor mineiro Cláudio de Freitas, a sergipanidade terá destaque. Além disso, grandes nomes do Estado como o baixo Cláudio Alexandre, o maestro Daniel Freire e o pianista Manoel Vieira Júnior serão importantes atrações da Temporada.

Além de buscar o incentivo através da sergipanidade, a ORSSE também buscará durante mais uma temporada nos concertos no interior, com a série Orquestra na Estrada e nas igrejas da capital, com ‘Sons da Catedral’, popularizar a música clássica e fazê-la alcançar as diferentes classes sociais. Entre as cidades que receberão o projeto estão Itabaiana, Lagarto, Propriá, São Cristóvão e muitas outras.

Fonte: Ascom Secult

Comentários