ORSSE no Palácio Museu nesta terça-feira

0

Nesta terça-feira, 30, a Orquestra Sinfônica de Sergipe (ORSSE) continua a potencializar a música clássica em Sergipe, dando sequencia à série ‘Terças Musicais’, que acontece no Palácio-Museu Olímpio Campos (PMOC), às 17 horas, com entrada franca.

O diferencial desta série está na sua composição. Nestes concertos, são executadas ‘músicas de câmara’, que é a música destinada a pequenos espaços, portanto, pequenas formações. No caso da ORSSE, o concerto é executado pelos seus chefes de naipe, regidos pelo regente assistente da orquestra, Daniel Nery.

De acordo com o maestro assistente, Daniel Nery, a música de câmara faz com que os poucos músicos comunguem em torno de uma única obra. “A câmara, ou recinto pequeno, diferentemente dos grandes teatros, é o lugar ideal para a realização destes concertos, uma vez que possui caráter intimista, ideal a provocar maior atenção dos espectadores, prontos a ater-se aos mínimos detalhes”, disse.

O repertório, que tem como ênfase as cordas, principal naipe da orquestra, é composto por peças específicas para esta formação, como o Divertimento de Mozart e a Serenata Simple Symphony, dos ingleses Edward Elgar e Benjamim Britten. “A escolha das obras é pensada no público, no seu aprimoramento intelectual e artístico”, afirmou Daniel.

O local diferenciado também possibilita uma troca experiências entre os artistas e o público. “Podemos mostrar o trabalho feito na orquestra e contextualizar cada peça do repertório, entre uma execução e outra. Assim cada peça é explicada de forma didática, de forma a envolver as pessoas com o repertório apresentado e, no final, todos podem conhecer melhor cada instrumento e cada músico’, finaliza Daniel Nery.

Com informações da Ascom Secult

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais