Pouco mudou no edital de fomento à produção audiovisual da Funcaju

0

 

Durou aproximadamente três horas o encontro dos dirigentes da Funcaju – à frente a presidenta Lucimara Passos e o vice-presidente Elder Vieira – com um grupo de artistas e dirigentes de órgãos ligadas à cultura. A reunião foi para discutir o Edital de fomento à produção audiovisual que já está em vigor.

O Prefeito Edvaldo Nogueira tinha prometido atender ás reivindicações dos artistas. Mas, a direção da Funcaju manteve irredutível e quase nada foi mudado. Um único item obteve consenso: a veiculação dos filmes produzidos através dos editais não vai ser veiculado em televisões privadas, somente na TV Aperipê, mas mesmo assim não foi fixado prazo nem quantidade para essa veiculação.

Os artistas queriam que somente pessoa física e produtoras de áudio visual participassem do edital, mas a Funcaju manteve-se irredutível: todos participam, de ONGS a emissoras de televisão. Os artistas queriam fixar um tempo mínimo de residência em Aracaju para que a pessoa se credenciasse a participar do edital. Não conseguiram levar nada: o individuo pode ter chegado ontem à cidade no outro dia já estará participando do edital de áudio-visual.

O muito discutido artigo 29 – aquele que cede todos os direitos do curta à Prefeitura – não foi alterado, apesar de praticamente centralizar todas as discussões.

Confira os editais lançados pela Funcaju

Por Ivan Valença

Matéria relacionada:

Presidenta da Funcaju dá entrevista sobre edital

Funcaju e NPDOV irão financiar produção de cinco curtas metragens sergipanos

Comentários