Prefeitura premia cartaz vencedor da 36º edição do Fasc

0
Breno Logum foi o vencedor do concurso de cartaz do Fasc (Foto: Heitor Xavier)

Em solenidade no auditório do Paço Municipal, foi realizada nesta quarta-feira, 25, a premiação do cartaz vencedor da 36º edição do Festival de Artes de São Cristóvão. Tradição que acompanha o evento desde a sua criação em 1972, o concurso de cartazes foi retomado pela Prefeitura de São Cristóvão em 2018 e premia o vencedor com o valor de R$ 3 mil.

Acompanhado da secretária de governo, Paola Santana e do diretor da Fundação de Cultura e Turismo João Bebe-Água (Fundact), Gaspeu Fontes, o prefeito Marcos Santana participou do evento e agradeceu a participação dos artistas no concurso.

A premiação do cartaz vencedor aconteceu no auditório do Paço Municipal (Foto: Heitor Xavier)

“Agradeço aos que acreditaram na lisura do concurso e que inscreveram suas propostas. A história do festival já foi contada em livro através dos seus cartazes e agora a obra de Breno Logum ficará para a história. Nós durante os quatro dias de Fasc vamos celebrar a vida a partir da arte, vamos refletir o nosso papel de cidadão no mundo. Esse será um território livre de preconceito”, falou o prefeito Marcos Santana.

Com o tema “Resistir para Existir”, participaram peças de artistas plásticos, designers, publicitários, profissionais de comunicação visual e interessados em geral. O resultado foi divulgado no dia 11 de setembro, tendo como vencedor Breno Logum.

O Vencedor

Em entrevista, o vencedor do concurso falou das inspirações para compor o cartaz.  “Desde o princípio o objetivo era retratar a diversidade, não focando somente nos grupos tradicionais folclóricos, mas também nos grupos minoritário que precisavam ter seus rostos representados. A ideia era buscar essas personagens e representa-los de forma harmoniosa. Usei algumas técnicas como a  de ilustração manual, finalizando no computador com  pintura gráfica. Este trabalho embora esteja em meu nome foi produzido em parceria com o coletivo design da minha casa de axé e da ONG que faço parte, o Centro Cultural Erukerê , fizemos um processo de imersão e entendemos que desde o início o Fasc é resistência, destacou o design gráfico, formado pela Universidade Federal de Sergipe, Breno Logum.

Documentário

Após a premiação do cartaz vencedor aconteceu o lançamento do documentário ‘Capital Zero’ realizado pelos alunos de áudio visual da Universidade Federal de Sergipe (UFS) , durante a 35ª edição do Fasc em 2018. A diretora, do curta, Mikaella Costa, explicou sobre o projeto. “O documentário surgiu como um projeto de extensão da UFS, e enquanto pesquisávamos sobre o festival vimos o quanto era importante falar sobre a cidade. Realizamos as filmagens três meses antes do festival, e durante os quatro dias do evento. Não é um documentário institucional ou histórico, o objetivo é mostrar o presente com a nostalgia do passado, tudo com muita poesia”.

Fonte: Prefeitura de São Cristóvão

Comentários