Professora da UFS lança livro internacional

0

O livro “Vovó Nagô, Papai Branco: Usos e Abusos da África no Brasil”, da professora de Antropologia da UFS, Beatriz Góis, foi lançado em setembro nos Estados Unidos em língua inglesa sob o título “Nagô Grandma and White Papa”.O lançamento foi feito em parceria com a Universidade da Carolina do Norte – EUA, foi traduzido por Stephen Berg e já recebeu comentários de pesquisadores internacionais.

O professor de História do Brasil na Universidade Estadual de Campinas, Robert Slenes, afirma que “o livro permanece surpreendentemente relevante para os debates teóricos correntes sobre essas questões bem como para a área de estudos sobre a diáspora africana”.

Já Mark Healey, professor de História na Universidade da Califórnia em Berkeley destaca: “A profundidade, a preocupação e a sofisticação da pesquisa e da análise dela (Beatriz Dantas), fizeram desse livro um modelo para a geração acadêmica brasileira. A tradução para o inglês traz para esse trabalho criativo o amplo público que ele merece”.

A obra, que inicialmente foi tese de mestrado da professora e já foi citada na bibliografia de vários cursos de graduação e pós-graduação, retrata as religiões afro-brasileiras no estado de Sergipe de uma forma inovadora, tendo como objeto de estudo um terreiro de Laranjeiras e traz um conceito moderno da pureza das religiões.

A autora do livro diz que sua obra em língua inglesa é importante porque “amplia o horizonte de discussão sobre esse tema” e acrescenta que, em português, o conhecimento ficaria muito restrito. Além disso, ressalta que sua obra influencia na divulgação da UFS no mundo através de sua produção científica.

Fonte: Ascom UFS

Comentários