Programa BNB seleciona seis projetos em SE

0

Um total de 240 projetos, entre 3.090 inscritos, foi selecionado pelo Programa BNB de Cultura – Edição 2011 – Parceria BNDES, uma linha de patrocínio direto do Banco do Nordeste, em conjunto com o Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), com dotação orçamentária de R$ 6 milhões (R$ 3 milhões provenientes de cada Banco). O Programa apoia a produção e difusão da cultura nordestina, mediante seleção pública de projetos nas áreas de Artes Cênicas, Artes Visuais, Audiovisual, Literatura, Música e Artes Integradas ou Não-Específicas. A lista de projetos selecionados está disponível no portal do BNB (www.bnb.gov.br).       

Do total de 240 projetos, foram aprovados 50 de Artes Cênicas, 36 de Artes Visuais, 21 de Audiovisual, 34 de Literatura, 51 de Música e 48 de Artes Integradas ou Não-Específicas. Os 240 projetos selecionados procedem de 143 cidades diferentes. Entre 77 inscritos em Sergipe, foram contempladas 11 propostas, oriundas de 19 municípios – sendo 3 de Artes Integradas ou Não-Específicas, 1 de Audiovisual, 6 de Artes Visuais e 1 de Literatura. A lista de cidades sergipanas com projetos contemplados abrange: Poço Redondo (3), Aracaju (4), São Cristóvão (1), Nossa Senhora das Dores (1), Nossa Senhora do Socorro (1), Canindé do São Francisco (1). 

De acordo com o edital do Programa BNB de Cultura – Edição 2011 – Parceria BNDES, era prevista a seleção de um mínimo de 225 propostas, porém foram selecionadas 240 (ou seja, 6,6% a mais que o previsto pelo edital). Os 3.090 projetos inscritos foram provenientes de 655 cidades de 19 estados brasileiros – os 11 estados na área de atuação do Banco (região Nordeste e Norte de Minas Gerais e do Espírito Santo), mais Distrito Federal, Goiás, Mato Grosso, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Santa Catarina e São Paulo. Desse total, um montante de 2.048 (66,28%) propostas veio de 628 municípios interioranos localizados na área de atuação do Banco. Outros 978 (31,65%) projetos vieram das nove capitais nordestinas, e mais 64 (2,07%) propostas vieram de 15 cidades situadas nos oito estados retrocitados. 3.026 (97,9%) projetos foram elaborados por proponentes residentes dentro da área de atuação do BNB. 

Como previa o edital, no processo seletivo deveriam ser considerados os seguintes recortes:

a) no mínimo, 50% do total dos recursos deveriam ser destinados para projetos cujas ações sejam realizadas em municípios com Índice de Desenvolvimento Humano (IDH) abaixo da média do Nordeste e/ou Índice de Exclusão Social (IES) acima da média do Nordeste: o resultado aponta um percentual de 77,2% de recursos a serem investidos em municípios com índice abaixo do IDH-Nordeste; e 78,8% dos recursos serão investidos em municípios com índice acima do IES-Nordeste.

b) no mínimo, 25% do total dos recursos deveriam ser destinados a projetos cujas ações sejam realizadas em municípios incluídos no Programa Territórios da Cidadania: o resultado mostra um percentual de 62,1% dos recursos a serem investidos em municípios integrantes desse Programa do Governo Federal.

c) no mínimo, 50% do total dos recursos deveriam ser destinados a proponentes pessoa jurídica, sem fins lucrativos: o resultado indica que 64,8% dos recursos serão destinados a proponentes pessoa jurídica, sem fins lucrativos. 

Para a seleção dos projetos culturais, foram considerados os seguintes critérios: qualidade técnica e/ou artística; atendimento de interesse da comunidade; ações e investimentos dos recursos financeiros voltados prioritariamente para municípios da área de atuação do BNB (região Nordeste e norte dos Estados de Minas Gerais e Espírito Santo), menos providos de atividades culturais; formação ou aperfeiçoamento profissional; viabilidade físico-financeira; condições de sustentabilidade; ineditismo da proposta; e potencialidade de consolidação da imagem do BNB e do BNDES junto à sociedade. 

Para analisar os projetos, o Banco formou comissões de avaliação para as seis modalidades artísticas, cada uma composta por cinco especialistas, a saber:

*  Artes Cênicas: Fernando Antônio Abath Luna Cananéa (PB), Fernando José de Brito Piancó (CE), José Márcio Passos (AL), Luiz César Alvez Marfuz (BA) e Renata Phaelante (PE).

*   Artes Visuais: Daniel Santiago (PE), Juciara Barbosa (BA), Dyógenes Chaves (PB), João Carlos Rodrigues Oliveira (MG) e Geisa Brayner (AL).

*   Audiovisual: Daniela Almeida (PE), Francisco Colombo Lobo (MA), José Walter Chou (SE), Lenildo Monteiro Gomes (CE) e Josimey Costa da Silva (RN).

*   Literatura: Ana Cristina Marinho Lúcio (PB), José Abimael da Silva (RN), José Inácio Vieira de Melo (BA), Eduardo Júlio da Silva (MA) e Sarah Diva da Silva Ipiranga (CE).

*   Música: Willames Silva da Costa (RN), Antônio Carlos Tavares da Cunha (BA), Carlos Alberto Alencar da Silva (CE), Luciano Cândido e Sarmento (MG) e Raimundo Aurélio de Melo (PI).

*   Artes Integradas ou não-Específicas: Ana Amélia Melo de Oliveira (RN), Cristiana Santiago Tejo (PE), Francisco Laerte Juvêncio Magalhães (PI), Antônio Bittencourt Júnior (SE) e Laércio Ferreira de Oliveira Filho (PB).

Fonte: BNB

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais