Quarta-feira de Cinzas: conheça os rituais e significados desta data

0
Segundo o padre Genivaldo Garcia, a Quarta-feira de Cinzas é um dia santo onde a Igreja faz a abertura da quaresma. (Foto: pixabay)

A tradicional missa de quarta-feira de cinzas acontece hoje, 26, e marca o primeiro dia do período quaresmal, segundo a tradição cristã. Mas qual seu significado perante os milhares de fiéis? Qual a simbologia das cinzas que é colocada na testa durante a missa?  Para descobrir os significados desses rituais e simbologias, o Portal Infonet ouviu o Padre Genivaldo Garcia, da Paróquia Bom Jesus dos Navegantes, que explicou a importância desta data.

Segundo o padre Genivaldo Garcia, a Quarta-feira de Cinzas é um dia santo, no qual a Igreja faz a abertura da quaresma. “Esta data nos lembra os quarenta dias que antecede a Páscoa”, recorda Garcia. O pároco lembra ainda que a quaresma está apoiada em três pilares fundamentais: jejum, oração e a caridade. “A Quarta-feira de Cinzas nos lembra o antigo testamento, onde as cinzas e a penitência sempre foram importantes para que comecemos uma nova vida e nos preparemos para uma festa maior, que é a Páscoa”, salienta.

Dentro desse processo de reflexão, o padre Genivaldo conta que o ato de colocar as cinzas nos fieis está ligado ao reconhecimento da brevidade da vida (Foto: Portal Infonet)

Dentro desse processo de reflexão, o padre Genivaldo conta que o ato de colocar as cinzas nos fieis está ligado ao reconhecimento da brevidade da vida. “As cinzas após o Carnaval nos lembra que do pó viemos e ao pó retornaremos, ou seja, que não devemos ter orgulho em exagero. Devemos sempre entrar no processo de conversão. A cinza lembra o nosso destino derradeiro: a morte”, resume. O clérigo também afirma que as cinzas fazem parte de um chamado para a mudança de hábitos e atitudes em busca de evolução espiritual.

O padre explica que esse chamamento para mudança de vida também se verifica nas palavras que são ditas ao ofertar as cinzas. “No momento em que se faz a signação na testa de alguém, dizemos: “Convertei-vos e crê no Evangelho”, ou então, “Lembra-te que és pó e que ao pó retornará”, conta Genivaldo. Ainda em relação às cinzas, o pároco desvenda algo que é quase um mistério para muitos: como são feitas as cinzas? Ele conta que as cinzas são feitas com os ramos usados no Domingo de Ramos do ano anterior. “Geralmente nós pedimos com antecedência e, e logo em seguida, as pessoas vão trazendo”, explica.

por João Paulo Schneider  e Verlane Estácio

Comentários