Renantique realiza concerto dia 01 de outubro

0

Grupo comemora 13 anos / Foto: Divulgação
O Conjunto de Música Antiga Renantique completa 13 anos de fundação e realiza um concerto especial no dia 1º de outubro, às 20h, no palco do Teatro Tobias Barreto. A entrada é franca. Este ano o grande homenageado no concerto é o maestro Antônio Carlos Plech.

Além do vasto repertório já pesquisado e executado, o grupo apresentará peças da atual série, ‘Mulheres na música Medieval & Renascentista’, mostrando todo o envolvimento das mulheres como compositoras, musicistas, copistas e patronas na música do séc.XII ao séc.XVII. Trovadoras provençais, freiras medievais, aristocratas, servas, cortesãs, mulheres de todas as classes sociais eram educadas para serem cantoras e instrumentistas nos mosteiros e nas cortes de toda a Europa.

O grupo

O conjunto de Música Antiga Renantique foi criado em junho de 1996 por integrantes do Grupo de Flauta Doce do Centro de Criatividade e pelo soprano Adélia Vieira (in memorian), com o intuito de executar a música da Idade Média e Renascença, algo inédito em Sergipe. Tal iniciativa está inserida no movimento de redescoberta da Música Antiga com interpretação e cópias de instrumentos de época, Performance Instruída Historicamente (PIH), que tomou vulto na Europa e nos EUA desde meados do século passado. No Brasil, alguns grupos do gênero surgiram nas últimas décadas. O Renantique possui a estrutura de um Broken Consort renascentista, no qual são combinados vários instrumentos de famílias diferentes (cordas, sopro e percussão), cópias autênticas de instrumentos da Idade Média e da Renascença, e vozes (soprano, alto, tenor, contratenor e baixo-barítono), utilizando-se antigas técnicas para a execução dos instrumentos e para a emissão das vozes.

Desde que foi criado, o grupo desenvolve projetos com concertos freqüentes na capital e no interior de Sergipe, assim como, no estados vizinhos, Alagoas e Bahia, a convite de universidades e centros culturais. Difundindo um amplo repertório da Idade Média e da Renascença, como: Músicas das Cruzadas; dos Troubadours, Trouvères e Minnesingers; Cantigas de Santa Maria e Martin Codax; do Manuscrito de Carmina Burana; de Danças medievais e renascentistas; do Trecento Italiano; Franco-Flamengas séc.XV; de Henrique VIII e sua corte; Elizabetanas e do Teatro de Shakespeare e Ibéricas séc.XVI.

Comentários