Retrato da Saudade – Gustavo Aragão

0

Dois adultos, três meninos e três meninas,

Um cachorro, um periquito amarelinho,

O cheiro doce do doce de caju, do genipapo,

Do milho ralado entre dedos de pai ralado.

 

Uma manhã friazinha, garoa de manhã tranquila,

Sol sorrindo, nuvens passeando, pássaros reunidos,

Um rua calma, a casa acordando, se espriguiçaaando,

O café esquentando a casa por dentro toda morna,

Palavras brincando com sorrisos, reunidos todos,

Uns sentados, outros em pé, em roda convivendo.

 

O cachorro late, chama atenção, um grita outro fala

O pássaro canta o sol se levanta a manhã vai amornando

O doce cheiro de frutas vai chegando e a casa com calor

Se dilata, oito pessoas… Voa o periquito, vai-se o cachorro,

Depois três meninos, em seguida as meninas, os dois adultos

Um, dois… por vez, fica o silêncio e a saudade

Fotografados por dentro num fio de lembrança.

 

Por Gustavo Aragão Cardoso

10 de março de 2009

São Paulo/SP

* TODOS OS DIREITOS ESTÃO RESERVADOS AO AUTOR PERANTE A LEI DE DIREITOS AUTORAIS. FICA, PORTANTO, PROIBIDA A UTILIZAÇÃO PARCIAL OU TOTAL DA OBRA SEM A AUTORIZAÇÃO PRÉVIA DO AUTOR.

Comentários

Nós usamos cookies para melhorar a sua experiência em nosso portal. Ao clicar em concordar, você estará de acordo com o uso conforme descrito em nossa Política de Privacidade. Concordar Leia mais